Pular para o conteúdo principal

Sindicato cobra da Caixa negociação sobre MFA, novo modelo de autenticação de acesso 

Linha fina
Novo sistema prevê, indevidamente, uso do telefone pessoal do empregado; banco tampouco explica as alternativas em casos de falhas, bloqueios, impossibilidade de acesso ou ausência de confirmação da autenticação, ou mesmo se haverá algum tipo de penalidade para estes casos
Imagem Destaque
Arte: Freepik

Com a justificativa de aumentar a segurança no acesso aos sistemas corporativos, a Caixa Econômica Federal anunciou a implementação de uma nova ferramenta para autenticar o acesso dos empregados aos sistemas corporativos do banco, o chamado Múltiplo Fator de Autenticação (MFA). O novo sistema tem como premissa vinculação de telefone celular, ferramenta que não será fornecida pela empresa, no acesso aos sistemas corporativos do banco 

“Ampliar a segurança é algo positivo, mas a forma com que a Caixa pretende adotar o sistema possui problemas: a premissa do modelo escolhido pelo banco prevê o uso de um smartphone para autenticar o acesso aos sistemas, mas o aparelho não será disponibilizado aos empregados”, aponta Leonardo Quadros, diretor-presidente da Apcef/SP.  

Como a Caixa não disponibilizará o aparelho aos empregados, presume-se, então, que os empregados deverão utilizar o telefone pessoal – o que não está expresso nos comunicados divulgados. As circulares do banco tampouco preveem reembolso ou contraprestação aos empregados pelo uso de seus recursos pessoais para o trabalho. 

E como ficam eventuais problemas no acesso ao sistema? 

Outra omissão nas comunicações feitas aos empregados é com relação aos efeitos de eventuais problemas no acesso ao sistema. O banco não explica quais são as alternativas caso haja falha, bloqueio, impossibilidade de acesso ou ausência de confirmação da autenticação, ou mesmo se haverá algum tipo de penalidade para estes casos. 

As entidades representativas já receberam relatos, por parte dos empregados, de problemas de acesso nesta quinta-feira 25, primeiro dia de implantação do MFA. 

“A implementação deste dispositivo já está causando diversos problemas. Por isso, enviaremos um ofício à Caixa requerendo a suspensão de sua aplicação até que haja negociação com as entidades. É um absurdo que a empresa transfira para o empregado a responsabilidade de possuir equipamentos para que desenvolva seu trabalho”, diz Leonardo.  

Múltiplo Fator de Autenticação 

A nova ferramenta Múltiplo Fator de Autenticação, ou MFA, é a combinação de dois ou mais métodos de autenticação, onde o usuário é solicitado a confirmar a identidade no acesso a algum serviço. 

Na Caixa, a confirmação será em duas etapas: login e senha da rede Caixa; e a aprovação do acesso por meio de aplicativo no smartphone. 

Procure o Sindicato

> Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário.

> Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

> Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.