Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Sindicalize-se!

Sindicato negociou teletrabalho com holdings que empregam 272 mil trabalhadores

Imagem Destaque

Durante a pandemia, mais uma vez o Sindicato se colocou na defesa dos bancários. Para garantir o home office e preservar a saúde dos trabalhadores e seus familiares, foram 2.294 acordos ou convenções coletivas sobre teletrabalho em 2020.

O Sindicato dos Bancários negociou home office com holdings que empregam mais de 272.000 trabalhadores. Isso é o dobro do que o Google emprega (135.000) e muito mais do que o número de funcionários de empresas como Apple (147.000) e Microsoft (166.000). Nem todos esses 272.000 empregados efetivamente são elegíveis a esses acordos. Esse percentual é difícil de estimar, mas os números indicam o tamanho da atuação do Sindicato.

>Todo mundo precisa de um sindicato: funcionários do Google criam aliança filiada à UNI

Diversos desses acordos e convenções (38% deles) possuem cláusulas de fornecimento de equipamentos e infraestrutura e, em muitos deles, a empresa é a responsável por isso. Essa conquista dá uma economia significativa para bancários e bancárias. Além da ajuda de custo anual de aproximadamente R$960, os trabalhadores economizaram com notebook, cadeira, mouse, teclado e headset. Se somarmos tudo isso, é possível imaginar uma economia de até cerca de R$4.000,00 em um ano. Isso sem falar nos avanços relativos ao controle da jornada.

Caso o teletrabalho dos bancários fosse regulado apenas pela Lei (Reforma Trabalhista), nada disso estaria garantido e esse montante anual seria possivelmente subtraído da remuneração dos bancários.

Viu como investir no Sindicato é investir em quem te defende? O retorno é não só financeiro, mas também em melhores condições de trabalho! Associe-sebit.ly/socio-spbancarios