Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Pandemia

Coronavírus: Crefisa não está adotando medidas de proteção

Linha fina
Grande maioria dos trabalhadores da financeira não está em home office, nem mesmo os de grupo de risco; baias no escritório são muito próximas umas das outras. Sindicato cobra ações imediatas da empresa
Imagem Destaque

Em pleno avanço do coronavírus no país, algumas empresas do setor financeiro ainda não tomaram medidas de proteção de seus funcionários e de fundamental importância para a saúde pública, porque são essenciais para reduzir o avanço do contágio. Um exemplo é a financeira Crefisa.

Trabalhadores denunciaram ao Sindicato dos Bancários de São Paulo, na sexta-feira 20, que ainda estão tendo que ir ao escritório da empresa, e que o local não apresenta segurança uma vez que as baias de trabalho são muito próximas umas das outras. A financeira também não teria liberado nem mesmo os financiários que se enquadram no grupo de risco à doença (diabéticos, hipertensos, cardíacos, asmáticos ou com outras doenças respiratória, em tratamento contra câncer ou com doenças imunodepressivas).

O Sindicato entrou em contato com o RH da empresa que admitiu que de fato, dos aproximadamente 150 funcionários da Crefisa em São Paulo, apenas cerca de 10 estariam trabalhando em esquema de home office. A financeira ficou de dar resposta às recomendações do Sindicato na próxima quarta-feira 25.

A secretária-geral do Sindicato, Neiva Ribeiro, cobra ações imediatas. “O prazo é muito longo diante da gravidade do problema. Estamos diante de um vírus que se alastra em grande velocidade. Por isso a recomendação dos órgãos governamentais e de saúde é que o maior número possível de pessoas permaneçam em suas casas neste momento, e seguir essa recomendação é crucial para conter o avanço da doença. Vamos continuar cobrando que a Crefisa adote medidas mais urgentes”, disse.

Sindicato está atento

Neiva destaca que o Sindicato se mantém atuante na defesa da saúde e segurança dos bancários. A entidade integra o Comitê Bipartite de Crise, formado por representantes dos trabalhadores e da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) para acompanhar e encontrar soluções para os problemas dos trabalhadores do setor financeiro diante da pandemia.

“Várias medidas sugeridas pelo movimento sindical, em reunião com a Fenaban na segunda 16, já estão sendo adotadas pelos bancos, incluindo home office para gestantes e trabalhadores que se enquadram no grupo de risco. O Banco Central também acatou nossa solicitação e autorizou as instituições financeiras a reduzirem o período de atendimento nas agências, com controle de entrada de clientes e usuários para evitar aglomerações. No domingo, a Caixa também anunciou que 70% dos bancários da rede de agências trabalharão de casa, e as agências vão atender apenas serviços essenciais à população como saques de benefícios sem cartão ou senha. Os demais serviços deverão ser atendidos pelas vias digitais. São medidas que estão sendo tomadas após pressão e atuação do Sindicato. Por isso, é muito importante que o bancário esteja atento e denuncie a nós qualquer irregularidade”, acrescenta Neiva.

Nesta segunda-feira 23, o Sindicato está mais uma vez reunido com a Fenaban e vai cobrar medidas para fechamento das agências, controle de acesso nas unidades e apenas para serviços essenciais, suspensão das metas e outras questões. Acompanhe pelo site e redes sociais da entidade. Cadastre-se para manter-se informados e para manter o Sindicato informado durante essa pandemia, nossa união nos ajudará a combater essa crise.

Veja canais para se informar e fazer denúncias

O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? Deixe seu contato aqui que vamos te ligar.

Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat ou solicitação via formulário.

Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o Coronavírus (Covid-19)

Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.