Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Solidariedade

Doação de alimentos salva vidas; saiba como contribuir

Linha fina
Ação na Quadra dos Bancários, parceria entre Sindicato e Rede Ruas atende diariamente mais de mil pessoas. Número de brasileiros passando fome, sem emprego e sem moradia aumentou consideravelmente na pandemia, e doações são essenciais neste momento
Imagem Destaque
Foto: divulgação

Em mais da metade dos domicílios brasileiros há famílias passando por algum tipo de privação alimentar nesta pandemia. Estudo da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan) aponta que 55,2% da famílias brasileiras estão passando fome. São dados alarmantes, que demandariam ações urgentes do governo federal, mas que infelizmente não estão sendo implementadas.

Diante disso, a sociedade civil se organiza em ações de solidariedade. Um exemplo é o trabalho que vem sendo desenvolvido, desde agosto de 2020, na Quadra dos Bancários (Rua Tabatinguera, 192, Sé), onde diariamente (inclusive aos finais de semana) uma média de 1.100 refeições são distribuídas a pessoas em situação de rua, famílias carentes que moram nos arredores e até moradores da periferia, que saem em busca de alimentos. A ação é uma parceria do Sindicato dos Bancários de São Paulo com a Rede Ruas e outras ONGs.

“Estamos vendo aumentar assustadoramente o número de pessoas nas ruas, que ficam sem poder pagar aluguel e perdem suas casas. E a falta de políticas públicas e o descaso do governo federal nos levam a realizar ações emergenciais como esta da Quadra. Nós da Rede Ruas entramos com o trabalho de funcionários e voluntários, o Sindicato nos cede um espaço onde podermos fazer esse trabalho com mais estrutura e de maneira mais digna para as pessoas. Também contamos com doações e com a parceria com outras entidades”, explica o padre Arlindo, presidente da Rede Ruas.

Além de alimentos, pessoas que chegam à Quadra também encontram ajuda para a regularização de documentos e orientações de como requerer o auxílio emergencial.

Padre Arlindo destaca que se trata de uma ação emergencial em meio à crise humanitária pela qual passamos, mas para além dela, existe a luta pelos direitos básicos do ser humano. “A distribuição de alimentos é emergencial, mas a gente não quer só comida. Queremos principalmente que todos tenham direitos básicos previstos na Constituição, como trabalho e moradia. Ou seja, nosso trabalho é pela dignidade da pessoa humana”, diz.

O secretário de Organização e Suporte Administrativo do Sindicato, João Fukunaga, concorda: “A campanha Bancá[email protected] Solidá[email protected] e a parceria do Sindicato com a Rede Ruas e outras ONGs na pandemia faz parte da nossa atuação como Sindicato Cidadão. O Sindicato não só luta pelos direitos da categoria bancária, como também por cidadania para todos, ou seja, direito à moradia, a emprego digno, transporte de qualidade, respeito pelas diferenças, defesa da democracia. São bandeiras que não estão dissociadas de nossa luta por direitos no setor bancário, pelo contrário, andam juntas.”

Reportagem da TV Globo mostra ação na Quadra

Saiba como doar

Para muitos, a marmita distribuída na Quadra é a única refeição do dia. Para comprar alimentos e manter esse serviço, sua ajuda é fundamental. As doações podem ser na conta bancária da Rede Ruas:

• Associação Rede Rua – CNPJ: 03.221.537/0001-70
• Banco do Brasil - Agência: 303-4 - Conta Corrente: 43985-1

 

seja socio