Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Nota de Pesar

Sindicato lamenta a morte do dirigente Fábio Rogério Pereira

Linha fina
Ele faleceu nesta segunda-feira 5, vítima da covid-19
Imagem Destaque

É com imenso pesar que o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região lamenta a morte, ocorrida nesta segunda-feira 5, do companheiro Fábio Rogério Pereira, dirigente sindical do Itaú. Ele estava internado na UTI desde a última semana e é mais uma vítima da covid-19.

Funcionário do ITM atuante na defesa dos direitos dos bancários da Central de Atendimento, onde trabalhou por muitos anos antes de ser dirigente sindical, Fábio Rogério era o coordenador do Coletivo de Combate ao Racismo do Sindicato. "Tudo o que todos os anos levamos para a rua para conscientizar trabalhadores está latente. O racismo mata de forma brutal e está enraizado na estrutura das instituições. É preciso parar de negar, é preciso parar de crer que são casos isolados, é preciso se levantar contra essa violência brutal. É por isso que o Sindicato vai todos os anos para a rua, junto com a CUT e outros movimentos. É por isso que o Sindicato chama a Fenaban para negociar e cobra a contratação de mais negros e negras. É por por isso que fizemos uma série de vídeos relembrando cenas de racismo estrutural. Para lembrar, sempre, todos os dias, que precisamos ser contra o racismo e ter uma atitude antirracista”, dizia.

Além do trabalho de base na região da Avenida Paulista, o dirigente também atuava nas polos das agências digitais Ana Rosa e Santa Cruz. E ainda participava como conselheiro no CRST (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador). 

Neste momento de profunda dor e saudade, o Sindicato estende as condolências a familiares e amigos.

Fábio Rogério, presente!