Reunião em Brasília

Entidades avaliam processo de votação do estatuto da Cassi

Reunidos em Brasília, representantes dos associados discutiram também a situação financeira da caixa de assistência dos funcionários do BB e a retomada das negociações com o banco

  • Contraf-CUT, com edição Redação Spbancarios
  • Publicado em 07/06/2019 11:13 / Atualizado em 04/07/2019 18:02

Foto: Divulgação

As entidades que fazem parte da mesa de negociação da Cassi se reuniram, na quarta-feira 5, em Brasília, para avaliarem o processo de votação da proposta de manutenção da caixa de assistência dos funcionários do Banco do Brasil. A reunião aconteceu na Sede da Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (Anabb).

Cassi: Contraf-CUT solicita ao BB a reabertura das negociações

Foram debatidas avaliações sobre o processo de votação em cada entidade e com suas bases de representados, análises sobre os pontos polêmicos e mais discutidos da alteração estatutária e também a situação financeira da Cassi, considerando que não entrarão recursos novos suficientes para a cobertura do déficit no balanço da caixa de assistência.

Os representantes dos associados apresentaram suas considerações sobre os pedidos de retorno e continuação das negociações enviados ao Banco do Brasil e de informações sobre o andamento do processo de intervenção da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

As entidades também definiram que continuarão a realizar ações junto ao Banco do Brasil para a retomada do processo de negociação, bem como acompanhar as próximas reuniões da diretoria e conselhos da Cassi e do banco.

“A reunião foi importante para a avaliação do cenário interno e externo do BB e da Cassi, bem como para definir ações a serem realizadas a partir dos próximos acontecimentos, como uma possível intervenção da ANS e as próximas reuniões da diretoria e conselhos da Cassi”, avaliou o coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB, Wagner Nascimento, que representa a Contraf-CUT na mesa de negociações.

“Vamos cobrar do BB a retomada das negociações e continuaremos a buscar soluções e a defender os associados e a Cassi”, concluiu.

Participaram do encontro tanto as entidades que defenderam a aprovação da proposta - Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Anabb, Associação dos Aposentados e Funcionários do Banco do Brasil (AAFBB), Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil (FAABB) - quanto a que defendeu a rejeição (Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito – Contec).



Voltar para o topo