Pular para o conteúdo principal
Chapéu
mobilização

Caixa: Dia de luta no Twitter e nos locais de trabalho

Linha fina
Sindicato e Apcef-SP visitaram agências e departamentos contra pressão de retorno ao trabalho presencial da direção do banco e fim dos protocolos de saúde; Tuitaço mobilizou empregados, políticos e movimentos sociais em defesa da Caixa 100% Pública
Imagem Destaque

A quinta-feira 23 foi mais um Dia Nacional de Luta em Defesa da Caixa 100% Pública, tanto nas redes sociais (principalmente no Twitter) quanto nos locais de trabalho em todo o país. Nas primeiras houve um tuitaço desde as 11h com grande mobilização de empregados da Caixa Econômica Federal, políticos e lideranças de movimentos populares, principalmente os de luta por moradia (veja abaixo). Até o fechamento desta matéria, foram mais de 6 mil tuítes com a hashtag #MexeuComAcaixaMexeuComOBrasil, com tendência de crescimento, pois os empregados continuam a mobilização virtual.

>Coronavírus: Direção da Caixa desorienta e desconsidera vidas

>Caixa fornece álcool em gel de origem duvidosa a empregados e clientes

O Sindicato e Apcef-SP também visitaram locais de trabalho para conversar com os trabalhadores sobre as recentes medidas arbitrárias da direção da Caixa neste momento de dezenas de milhares de mortes e contaminação pelo novo coronavírus. A direção do banco público tem pressionado os empregados a retornar para o trabalho presencial e quer o fim dos protocolos de saúde adotados durante a pandemia.

Entre os locais visitados estiveram o Complexo Paulista e a agência Itaquera, onde dirigentes sindicais realizaram uma atividade pela manhã.

“Havia bastante fila do lado de fora e muitas pessoas dentro da agência quando chegamos, nesta manhã. Dialogamos com os empregados e também com a população local sobre a importância da Caixa 100% Pública para o Brasil, sobre a necessidade de protocolos de saúde nos locais de trabalho, para segurança e saúde das pessoas”, enfatiza o dirigente sindical Danilo Perez (na foto acima), empregado da Caixa.

“Nas redes sociais, em especial pelo Twitter, mobilizamos, entre outros, empregados, vereadores da base do Sindicato e importantes lideranças nacionais de movimentos sociais, a maioria de luta por moradia. Lembremos que a Caixa é o banco do financiamento da habitação popular, além de indutor do desenvolvimento econômico e social do país. É o banco do FGTS, do seguro-desemprego, do PIS, do pagamento do auxílio-emergencial, do empréstimo a juros baixos para pequenos e micro empresários”, acrescenta Dionísio Reis, diretor executivo do Sindicato e coordenador da Comissão Executiva de Empregados da Caixa (CEE/Caixa).