Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Causa Nobre

Música e solidariedade no terraço do Edifício Martinelli

Linha fina
Festival A Vida no Centro 2020, transmitido online, teve atrações espalhadas pela região central, mas sem público. Um dos destaques foi o cantor Chico César, que se apresentou no topo do prédio onde está localizada a sede do Sindicato; saiba como doar a ajudar a levar dignidade a quem precisa
Imagem Destaque
Fotos: Nena Machado

Aconteceu no último fim de semana, dos dias 19 e 20 de setembro, o Festival A Vida no Centro 2020, que teve uma série de atrações, todas transmitidas online, entre elas música, teatro, aulas de gastronomia e tours virtuais. Idealizado e realizado pela plataforma A Vida no Centro e pela agência CoPlayers Comunicação, no intuito de arrecadar fundos para a Associação Franciscana e Solidariedade (Sefras) - que faz um trabalho assistencial fornecendo milhares de refeições por dia para pessoas em situação de rua nas imediações do Largo São Francisco -, o evento aconteceu em diversos pontos da região central (sem a presença do público) e foi transmitido, ao vivo, pelas redes sociais do festival.

Entre várias atrações culturais e gastronômicas (veja neste link todas elas), o destaque ficou por conta do cantor e compositor Chico César, que se apresentou no terraço do Edifício Martinelli, onde está localizada a sede do Sindicato.

Para fazer sua doação para o Sefras e ajudar, nesta pandemia do novo coronavírus, a associação a levar um pouco de dignidade a quem mais precisa, acesse este link.

Foto: Nena Machado

Bancá[email protected] Solidá[email protected]

Além da Sefras, os bancários podem também contribuir com os parceiros do Sindicato que nesta crise sanitária têm ajudado quem mais precisa, por meio da Campanha Bancá[email protected] Solidá[email protected]. As ações, além de pessoas em situação de rua na região central de São Paulo e nas demais regiões da cidade, também atendem quem tem moradia fixa mas foi afetado pela pandemia.

“Temos um Sindicato Cidadão, que junto a outros parceiros têm por missão levar solidariedade e um pouco de dignidade a quem o poder público e parte da sociedade faz questão de negligenciar e marginalizar. E a categoria bancária, uma das mais fortes e solidárias do país, pode fazer sua parte ajudando com doação de alimentos ou financeira ao escolher um dos nossos parceiros”, enfatiza Marcelo Gonçalves, secretário de Cultura do Sindicato.