Central de Atendimento

ou whatsapp (11) 97593-7749
Diversidade

Sindicato apoia chapa para eleição do Conselho Municipal LGBT

Órgão colegiado propõe políticas públicas na defesa dos direitos da população LGBT; você pode votar presencialmente ou via internet

  • William De Lucca, Spbancarios
  • Publicado em 18/01/2021 16:49 / Atualizado em 19/01/2021 10:47

Foto: Divulgação

As eleições para o Conselho Municipal de Políticas LGBT de São Paulo, que acontecem no dia 1º de fevereiro, decidirão os novos membros do órgão colegiado que atua na promoção da cidadania e na defesa dos direitos da população LGBT. O Sindicatos dos Bancários de São Paulo apoia uma chapa composta por trabalhadores de diversas orientações sexuais e identidades de gênero.

Pode votar todo cidadão maior de 16 anos, residente na cidade de São Paulo e que se autodeclare lésbica, bissexual, gay, transexual ou travesti. Cada eleitor pode votar em um candidato por segmento (são segmentos - lésbica, mulher bissexual, homem bissexual, gay, mulher transexual, homem transexual e travesti). 

O dirigente sindical André Sardão, bancário da Caixa, é o candidato da entidade, disputando uma cadeira como homem Bissexual, com o número 01HB. Ele compõe o Coletivo LGBT do Sindicato.

"Pensando na importância do Conselho Municipal LGBT, foi formada uma chapa progressista para fazer proposições e enfrentar qualquer tentativa de desmonte de políticas sociais no âmbito municipal. A chapa contém entidades como os coletivos LGBTs da CUT-SP, APEOESP, Sindicato dos Bancários, PT e ONGs que trabalham com acolhimento ao público LGBT nas periferias de SP", explica o secretário de relações sociais do Sindicato, Dionísio Reis.

 

Participação no Conselho Municipal LGBT

O coordenador do Coletivo LGBT do Sindicato, Anderson Pirota, lembra que o Conselho Municipal LGBT fortalece a garantia de participação social, porque deve ser consultado e ouvido pelo Poder Público em propostas de promoção da cidadania, defesa dos direitos da população LGBT e das políticas públicas.

"É fundamental que entidades tenham representação no conselho, assim como o Sindicato dos Bancários de SP. Haja vista que, permite trazer as discussões para os trabalhadores bancários, além de levarmos a luta para locais onde são importantes e não tem sido feitas", diz o dirigente sindical.

"Ele é um fatol para mais diálogo, diversidade, participação popular, emprego e políticas públicas na cidade de São Paulo. Convocamos para que todos, todas e todes se envolvam, mobilizem e participem da Eleição do Conselho Municipal de Políticas LGBT", finaliza.

 

 

 

Como votar

Para votar pela internet, é preciso se cadastrar até o dia 20/01, encaminhando um e-mail para [email protected], com o assunto ELEITOR, e anexando cópia do RG, comprovante de residência e título eleitoral. Depois disso, o eleitor receberá uma mensagem confirmando sobre como proceder com a votação.

A votação presencial requer a apresentação dos mesmos documentos e comparecer a um dos locais de votação (veja abaixo), entre 10h e 18h do dia 1º de fevereiro.

 

Confira aos locais de votação 

  • Região Centro: Rua Major Sertório, 292 – Centro de Referência da Diversidade – CRD
  • Região Norte: Praça Centenário, 43 – Centro de Cidadania LGBTI Luana Barbosa dos Reis
  • Região Leste: Avenida Nordestina, 496 – Centro de Cidadania LGBTI Laura Vermont
  • Região Sul: Rua São Benedito, 408 – Centro de Cidadania LGBTI Edson Neris
  • Região Oeste: Avenida Ricardo Medina Filho, 603, Lapa – Centro de Cidadania Claudia Wonder


Voltar para o topo