Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Vitória!

Sindicato reverte demissão de bancários do Bradesco

Linha fina
Anulação das dispensas só foi possível porque os trabalhadores procuraram o Sindicato, e reforçam a importância de os trabalhadores manterem contato com a entidade de defesa da categoria
Imagem Destaque
Arte: Freepik

Em janeiro, o Sindicato conseguiu reverter a demissão de bancários do Bradesco. Dentre os casos foram canceladas a demissão de uma gestante e também de um funcionário que está na estabilidade pré-aposentadoria e que havia encaminhado a carta ao banco. 

A 27ª cláusula da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) dos bancários assegura, nas letras “F” e “G”, aos homens que trabalharam 28 anos e às mulheres que trabalharam 23 anos no mesmo banco a estabilidade ao emprego nos dois anos imediatamente anteriores à aposentadoria. Na letra “E” da mesma cláusula, há a previsão de estabilidade por um ano aos trabalhadores que tenham o mínimo de cinco anos de vínculo com o banco.

Para garantir a estabilidade, contudo, é indispensável que os trabalhadores entreguem uma comunicação escrita informando a condição, acompanhada dos documentos que comprovam o tempo para requerer o benefício da aposentadoria: cópia da carteira de trabalho e Extrato Previdenciário com todos os vínculos trabalhistas e previdenciários constantes no seu CNIS. Este último é obtido no site do INSS.

Veja modelo da carta clicando aqui

“A reversão dessas demissões só foi possível porque os bancários procuraram o Sindicato, e reforçam a importância de os trabalhadores manterem contato com a entidade, pois isso é fundamental para conseguirmos acompanhar todos os casos e dar todo suporte aos bancários”, ressalta a dirigente sindical e bancária do Bradesco Karen Souza. 

Homologações do Bradesco retomadas

As homologações das demissões do Bradesco foram retomadas no Sindicato. Estão sendo observados todos os cuidados e protocolos para proteção dos homologados, dos funcionários e também dos advogados com relação à covid-19.

O Sindicato orienta que o bancário demitido procure a entidade (preencha o formulário no final da matéria) para que a entidade tenha ciência da demissão, verifique a regularidade da mesma, assegure o correto pagamento dos direitos e subsidie a luta em defesa dos empregos na categoria.

> Demitido? Procure o Sindicato!
Calculadora: veja quanto deverá receber na rescisão do contrato de trabalho

Procure o Sindicato

Nesse contexto de pandemia de coronavírus, em que o movimento sindical bancário conquistou home office para metade da categoria em todo o país, é indispensável que os trabalhadores possam se comunicar com o Sindicato.

Por isso, adicione o WhatsApp do Sindicato para receber notícias de seu interesse: 11 99930-8483. E quando quiser fazer alguma denúncia ou tirar alguma dúvida, também pode fazê-lo por meio do WhatsApp, mas neste outro número: 11 97593-7749.

Veja outras formas de contatar o Sindicato:

> Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco ou financeira não está cumprindo o acordado? CLIQUE AQUI e deixe seu contato que vamos te ligar 

> Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário 

> Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19) 

> Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia

> Quer receber notícias sobre o seu banco ou financeira? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail. 

Crie seu próprio questionário de feedback de usuário