Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Pandemia

Covid-19 no BB: bancários denunciam falta de segurança e cobram proteção

Imagem Destaque
Ilustração de trabalhadores cercados por coronavírus

Na última sexta feira 28, a Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB) participou de mesa de negociação com representantes do banco, na qual os representantes dos bancários denunciaram a falta de segurança a que trabalhadores estão submetidos em agências e departamentos em relação à pandemia de coronavírus e cobraram medidas de prevenção contra a Covid-19

Nacionalmente, em torno de 23 mil trabalhadores do BB formam contaminados pela Covid-19 desde o início da pandemia. Destes, 3.800 casos foram diagnosticados nos últimos 30 dias. Somente em São Paulo, no último mês foram registrados 647 casos entre os trabalhadores do banco público, sendo que destes 156 ocorreram no Cenesp (Centro Empresarial São Paulo), local onde mais trabalhadores buscam o Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo Osasco e Região para fazer denúncias relacionadas com a Covid-19. 

Na mesa de negociação, os bancários reivindicaram medidas de prevenção contra a Covid-19 como a adoção de home office para trabalhadores de prédios e departamentos; redução do horário e contigenciamento do atendimento nas agências; passaporte vacinal para clientes e funcionários; fechamento de agências e departamentos com casos confirmados para sanitização; estabelecimento de critério para fechamento de agências em caso de falta de funcionários; entre outras. 

“Cobramos a implementação do acordo de teletrabalho, uma vez que os casos de Covid-19 aumentaram significativamente com a chegada da variante Ômicron, muito mais contagiosa. Não entendemos as razões do banco em resistir a uma medida que protegeria a saúde de trabalhadores e seus familiares, uma vez que os departamentos funcionaram normalmente em teletrabalho em 2020 e 2021”

Getúlio Maciel, dirigente da da Fetec-CUT/SP e integrante da CEBB,

O Sindicato dos Bancários de São Paulo possui ação judicial para que o banco implemente o teletrabalho nos departamentos, que tramita em segunda instância. Outros sindicatos de todo o país avaliam a possibilidade de também judicializar a questão.  

“O Banco do Brasil está gerenciando de forma péssima a pandemia, o que coloca trabalhadores e clientes em risco. Não há condições de trabalho adequadas em agências e departamentos. Portanto, cobramos responsabilidade do banco e que tenha como prioridade a vida das pessoas”, conclui Getúlio. 

Os representantes do Banco do Brasil informaram que o banco irá analisar as reivindicações e dará retorno ao movimento sindical. 

Procure o Sindicato

O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? Deixe seu contato que vamos te ligar 

Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário ou whatsapp.

 Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19) 

Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.

seja socio