Central de Atendimento

ou whatsapp (11) 97593-7749
Negociação

Reestruturação cria problemas na realocação de empregados

Sindicato negocia com banco e consegue garantias para sanar transtornos e perda de remuneração

  • William De Lucca, Spbancarios
  • Publicado em 13/03/2020 17:53 / Atualizado em 16/03/2020 10:16

Foto: Freepik

O processo de reestruturação na Caixa Econômica Federal continua cheia de falhas, seja de sistema ou de informação. Muitos trabalhadores estão, por se sentirem pressionados ou por não conseguir realocação, pedindo decesso, enquanto muitas das vagas continuam abertas. Por conta disso, o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, ao lado de outras entidades, esteve reunido com superintendentes e firmou o compromisso de que os trabalhadores seriam realocados nas vagas que seguem abertas.

Direção deixa empregados sem informação e sem realocação

'Defender os bancos públicos é defender a democracia', diz vice da Fenae

"Inúmeros casos de pessoas ainda sem vaga estão surgindo e começaram a ser passados por nós para a Caixa. Ficou óbvio que o processo não poderia se dar dessa maneira, então a gestão local se comprometeu a cruzar as listas de vagas e pessoas que estão sem vaga, a fim de dar lateralidade e suprir os postos de trabalho com essa demanda. A partir daí é que se haverá  processos de promoção", explica a dirigente sindical Vivian Sá.

Estiveram na reunião a superintendente de rede Centro, Cláudia Ramos de Oliveira, os dirigentes sindicais da APCEF, Leonardo Quadros e Valter San Martin, e do Sindicato, Tamara Siqueira.

Nas centralizadoras e gerências, como a CEATI e a GIGAD, além de superintendências que sofreram perda de funções e de quadro com a reestruturação (novos nomes e estruturas), os trabalhadores precisarão ser realocados em outras áreas que estão sendo criadas.

 

 

Caixa discrimina trabalhadores e carreira de empregados da Gigad é desprezada

Aos empregados que ainda não foram recolocados a orientação é que entrem em contato com o Sindicato preenchendo o formulário abaixo, e um dirigente sindical irá entrar em contato para avaliar como proceder individualmente.



Voltar para o topo