Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Estudo

CUT: Lava Jato jogou 4,4 milhões de trabalhadores no desemprego 

Linha fina
Estudo elaborado pelo Dieese a pedido da CUT mostra ainda que o Brasil perdeu R$ 172 bilhões em investimentos. Nesta terça, presidente da CUT vai apresentar e detalhar o estudo, às 14h, em entrevista online
Imagem Destaque
Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil

A Operação Lava Jato, comandada pela turma do Paraná, chefiada pelo ex-juiz Sérgio Moro e pelo procurador Deltan Dallagnol, dissolvida pelo Ministério Público Federal (MPF) em fevereiro deste ano, provocou o fechamento de 4,4 milhões de empregos e fez o Brasil perder R$ 172 bilhões em investimentos.

Esses dados constam de estudo científico elaborado pelo Dieese a pedido da CUT. O estudo foi desenvolvido durante um ano e é o primeiro a usar dados oficiais da Lava Jato e estatísticas consolidadas da área econômica.  

O presidente da CUT, Sérgio Nobre, dará uma entrevista coletiva online nesta terça-feira (9), a partir das 14h, que será transmitida nas páginas da Central (Portal CUT, Facebook e YouTube). 

O valor que deixou de ser investido no país por causa da Lava Jato “equivale a 40 vezes os R$ 4,3 bilhões que o Ministério Público Federal diz ter recuperado com a operação”, de acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

“Com isso, os cofres públicos deixaram de arrecadar R$ 47,4 bilhões em impostos, sendo R$ 20,3 bilhões em contribuições sobre a folha de salários”, complementou a colunista.

O estudo do Dieese, que desenvolveu metodologia especifica para fazer a análise, denuncia o ataque da Lava Jato a empregos e investimentos e mostra o impacto desastroso da operação no mercado de trabalho e na economia.