Reaja!

Pressione deputados a votarem NÃO na proposta de reforma da Previdência

Ferramenta disponibilizada pela Anfip permite envio de e-mail para todos os parlamentares, por estado, partido ou individualmente. Mobilize-se!

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 04/04/2019 16:49 / Atualizado em 02/05/2019 12:00

Arte: Linton Públio

A Anfip (Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal) disponibilizou uma ferramenta para facilitar a pressão da sociedade para que os deputados não aprovem a proposta de reforma da Previdência (PEC 6/2019), que aniquila o sistema de seguridade social no Brasil.

> Reforma avança: relator dá parecer favorável à PEC da Previdência
> Leia tudo que publicamos sobre a reforma da Previdência

Através da ferramenta, de forma fácil e prática, é possível enviar e-mail para um parlamentar específico, para todos, ou então direcionar a mensagem agrupando os deputados por estado ou partido. Um texto pronto é disponibilizado na ferramenta, mas o usuário pode alterá-lo se desejar.

Clique aqui e pressione os deputados a não aprovarem o fim da sua aposentadoria.

Ferramenta da CUT

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) também criou uma ferramenta para facilitar o envio de mensagens aos parlamentares: o hotsite Na Pressão. Para cada etapa de tramitação da PEC 6/2019, o Na Pressão irá direcionar as mensagens para parlamentares específicos. Neste primeiro momento, em que o texto está sendo avaliado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara, os hotsite permite enviar mensagens aos 66 deputados que compõem essa comissão. Defenda seu direito à aposentadoria e diga aos deputados estão de olho em seus votos.

> Use o hotsite Na Pressão da CUT para enviar mensagens contra a reforma aos deputados

Consulta Pública: vote "discordo totalmente"

A Câmara dos Deputados também abriu uma consulta pública em seu site sobre a PEC 6/2019. Vá lá e vote "discordo totalmente".

Leia mais
Reforma da Previdência acaba com direito à aposentadoria
'Reforma' vai criar país de idosos pedindo esmola, diz economista
> Reforma da Previdência torna aposentadoria pelo teto quase impossível



Voltar para o topo