Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Pandemia

Covid-19: Sindicato percorrerá prefeituras cobrando prioridade para bancários na vacina

Imagem Destaque
Logo da campanha Vacina Já

O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região enviou ofício para todas as prefeituras e câmaras municipais de sua base de atuação cobrando a inclusão dos bancários entre grupos prioritários na vacinação contra a Covid-19. Dirigentes sindicais também percorrerão todos os municípios para entregar o documento nas mãos das autoridades locais.

> Vacinação contra Covid-19: saiba quais são as ações do Sindicato

“Considerando que estamos vivenciando uma pandemia em todo o mundo e no Brasil, pandemia essa que está ceifando centenas de milhares de vidas país afora e sem perspectiva de melhoras; que, conforme o Decreto nº 10282, de 20 de março de 2020, a categoria bancária está enquadrada como serviço essencial desde o início da pandemia para auxiliar no funcionamento das cidades, comércio, indústria e principalmente dos segmentos mais vulneráveis da sociedade, quando do pagamento do auxílio emergencial e de demais serviços impreteríveis; que os bancários e bancárias trabalharam mesmo durante os feriados convencionais e àqueles antecipados pelo município; que o serviço prestado por inúmeros bancários e bancárias é realizado presencialmente, em contato direto com o público, nas agências e em visitas de atendimento; que outras categorias como motoristas de transportes coletivos, ferroviários (as), metroviários (as), profissionais da educação, caminhoneiros (as), profissionais da segurança pública e da saúde em todas as áreas de atuação, pelo caráter essencial dos serviços prestados, constam como prioridades na vacinação contra a COVID-19; solicitamos ao (a) Senhor (a) Prefeito (a) da cidade que inclua os bancários e bancárias no Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19”, diz o documento.

“Essa é mais uma das ações do Sindicato para garantir que os bancários sejam incluídos em grupos prioritários de vacinação, o que, do ponto de vista epidemiológico, não protege apenas a categoria, mas contribui para a não disseminação do coronavírus, uma vez que bancários e o restante da população estão em contato direto e recorrente nas agências”, explica secretário de Relações Sociais e Sindicais do Sindicato, Dionísio Reis.

#VacinaJá para a categoria bancária!

Desde a terça 8 o Sindicato tem reforçado junto às prefeituras e às câmaras municipais das cidades da nossa base as reivindicações para que estes municípios priorizem a categoria bancária na vacinação contra a covid-19. Com a palavra, o dirigente Dionísio Reis. A vacinação contra a covid-19 no Brasil começou em 17 de janeiro. Passadas as primeiras semanas da campanha de imunização, o movimento sindical bancário se mobilizou e vem lutando desde então pela inclusão da categoria nos planos nacional, estadual e municipal de imunização. Saiba quais foram, desde o começo do ano, as ações do Sindicato por #VacinaJá para toda a categoria: https://spbancarios.com.br/06/2021/vacinacao-contra-covid-19-saiba-quais-sao-acoes-do-sindicato

Posted by Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região on Thursday, June 10, 2021

“O Sindicato está atuando em diversas frentes na luta para que os bancários sejam incluídos em grupos prioritários da vacinação. Já cobramos o governo federal, estadual, realizamos protestos, estamos promovendo um grande abaixo-assinado (clique aqui para assinar), e nesta semana vamos intensificar nossa reivindicação junto aos executivos municipais e câmaras de vereadores. Os bancários não deixaram de atender a população desde o início da pandemia e já registram um percentual de desligamentos por morte 174% superior ao período anterior à pandemia. É urgente incluir a categoria nos grupos prioritários da vacinação”, enfatiza a secretária-geral do Sindicato, Neiva Ribeiro.

Políticas públicas

O Sindicato - em ofício assinado em conjunto com o Cerest (Centros de Referência em Saúde do Trabalhador), Cissor (Conselho Intersindical de Saúde e Seguridade Social de Osasco e Região), Metalúrgicos de Osasco e Região e Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) - também se colocou à disposição dos municípios de sua base para contribuir na elaboração de políticas públicas de combate à pandemia de coronavírus.

"Além disto, o Sindicato solicita das autoridades municipais a relação de medidas adotadas, em andamento, bem como aquelas em fase de implementação, para atendimento da população”, conclui o dirigente Valdir Fernandes, o Tafarel, da Regional Osasco do Sindicato.

seja socio