Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Golpe

Pró ou contra Temer: saiba como votou cada deputado

Linha fina
O “sim” representa apoio a Temer e aprovação ao relatório de Andrada (PSDB-MG), pelo arquivamento da denúncia. O “não” consiste no voto dos deputados que se manifestaram contra o presidente e seus ministros
Imagem Destaque

Brasília – A Câmara dos Deputados rejeitou, na noite de quarta-feira 25, a denúncia contra o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) pelos crimes de formação de quadrilha e organização criminosa. O resultado, que blindou Temer de ser alvo de um processo por parte do Supremo Tribunal Federal (STF) e afastado do cargo, foi vitorioso para o governo, mas demonstrou fragilidade do Executivo para a votação de matérias de seu interesse, como as reformas e privatizações. A reportagem é da Rede Brasil Atual.

Foram 251 votos favoráveis ao presidente e seus ministros contra 233 favoráveis ao acolhimento da denúncia. O número obtido pelo governo foi menor do que os 263 votos observados na primeira denúncia. Foram registradas ainda 25 ausências e duas abstenções – uma do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e outra do presidente da Comissão de Constituição, Justiça e de Cidadania (CCJ), Rodrigo Pacheco (PMDB-MG),

“Agora não tem mais o que ser analisado. O governo vai ficar refém daqueles deputados que só votam em troca de cargos e favores nos projetos de seu interesse”, comentou o deputado Chico Alencar (Psol-RJ). A base de apoio ao governo comemorou, mas os líderes não deixaram de demonstrar o abatimento com um dia inteiro de telefonemas atrás do voto dos últimos indecisos.

Confira a lista da Câmara (lista por partido e lista por estado) com o nome de todos os deputados, mostrando quem esteve presente na sessão, quem esteve ausente, quem se absteve e a forma como cada um deles votou. O “sim” representa apoio ao presidente Michel Temer e foi dado pelos que aprovaram o relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), cujo parecer foi pelo arquivamento da denúncia. O “não” consiste no voto dos deputados contrários ao relatório e que votaram pelo acolhimento da denúncia contra o presidente e os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco.