Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Participe

BB: Sindicato convoca mobilização contra retorno do grupo de risco ao presencial. Plenária na segunda 29

Imagem Destaque
Imagem de duas pessoas de máscara, cercadas pelo vírus da Covid-19

Em tempo: Sindicato vence ação sobre Home Office. Entenda.

Diante da convocação pelo Banco do Brasil dos bancários do grupo de risco para retorno ao trabalho presencial, o Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região conclama todos os trabalhadores a se mobilizarem contra esta medida irresponsável e cobra da direção do banco que reveja a mesma, abrindo negociação urgente com a representação dos trabalhadores.  

Bancários protestam contra retorno presencial do grupo de risco no Banco do Brasil

Uma das etapas desta mobilização se dará com a realização de uma plenária virtual na segunda-feira 29, às 19h, na qual é fundamental a participação de todos os bancários do BB, do grupo de risco ou não. Para participar, acesse o link https://bit.ly/PlenariaCovidBB, que só estará funcional na data e horário determinados. 

Nos últimos dias, o Banco do Brasil passou a convocar os funcionários do grupo de risco, com exceção das gestantes, para o retorno ao trabalho presencial. Nos comunicados de convocação, o BB estabelece o retorno gradativo nos meses de novembro e dezembro, observando os percentuais mínimos de 50% (novembro), 75% (primeira quinzena de dezembro) e 100% (até o final de dezembro).

“A convocação dos funcionários do grupo de risco, desta maneira intempestiva, sem qualquer responsabilidade, sem negociação com a representação dos trabalhadores, sem ao menos formalizar a convocação individualmente aos bancários, ignora por completo que a pandemia não acabou. A posição do Sindicato, e das demais entidades representativas, é que os trabalhadores do grupo de risco permaneçam em teletrabalho. A prioridade deve ser a vida e a saúde dos trabalhadores. O BB precisa ter responsabilidade e cancelar a convocação de bancários do grupo de risco”

Adriana Ferreira, dirigente do Sindicato e bancária do BB

“Portanto, o Sindicato intensificará a luta contra a convocação destes bancários para o retorno presencial. Para isso, é importante que todos os bancários do BB participem da plenária, na qual serão definidos os próximos passos da mobilização”, conclama a dirigente. 

Presidente do Banco do Brasil visita prédio em São Paulo sem respeitar protocolos contra covid-19

Vacinação

Nos comunicados anteriores, que vinham sendo feitos ao longo do ano, primeiro “convidando” os funcionários a saírem do teletrabalho e, depois, “convocando-os”, o BB não cobrou o ciclo vacinal completo. 

“Somente no último comunicado de convocação o banco decidiu cobrar, dos bancários, a vacinação completa. Porém, e quanto as pessoas que já retornaram ao trabalho presencial, não foram cobradas antes e não estão imunizadas?”, questiona Adriana.

Atestado médico

O Sindicato orienta que, antes de retornar ao trabalho presencial, o bancário do grupo de risco consulte um médico de sua confiança e solicite um laudo sobre as suas comorbidades em relação ao coronavírus, autorizando-o ou não ao retorno.  

“A Contraf-CUT procurou a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) e, segundo a fundação, pessoas do grupo de risco, com comorbidades, só podem voltar ao trabalho presencial mediante orientação de um médico assistente”, esclarece Adriana Ferreira, acrescentando ainda que o Sindicato cobra do banco que trabalhadores do grupo de risco, além de possuírem imunização completa, só retornem ao trabalho presencial mediante apresentação de atestado médico que os autorizem para tal.  

Horário das agências    

Além de convocar os bancários do grupo de risco para retorno ao trabalho presencial, a direção do BB também anunciou que a partir da próxima segunda-feira 29, as agências retornam ao horário normal de atendimento, das 10h às 16h. 

“A direção do Banco do Brasil parece ter decretado unilateralmente, sem qualquer respaldo científico, o fim da pandemia. Uma postura que coloca em risco a saúde e a vida dos trabalhadores, pais e mães de família. Enquanto o mundo se preocupa com o surgimento de uma nova variante do coronavírus e vários países adotam novas medidas de restrição de circulação de pessoas e distanciamento social, o BB age de forma irresponsável. O Sindicato estará ao lado dos trabalhadores, lutando para que a vida seja colocada em primeiro lugar. Vamos à luta”, conclui Adriana.

Procure o Sindicato

O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? Deixe seu contato que vamos te ligar 

Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário ou whatsapp.

 Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19) 

Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.

seja socio