Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Dia Nacional de Luta

Bancários protestam contra retorno presencial irresponsável no BB

Imagem Destaque
Dia Nacional de Luta dos Funcionários do BB

Em tempo: Sindicato vence ação sobre Home Office. Entenda.

Nesta quinta-feira, 2 de dezembro, os bancários do Banco do Brasil de todo o país realizaram um Dia Nacional de Luta, em protesto contra o fim do trabalho em home office e pela implementação do acordo de teletrabalho. Em São Paulo, obedecendo todos os protocolos em relação à Covid-19, as atividades foram concentradas no Centro Empresarial de São Paulo (Cenesp), Complexo Verbo Divino, ambos na zona sul da capital paulista, e no prédio da Alvares Penteado (SAC), no Centro.

Nas últimas semanas, o Banco do Brasil passou a convocar os funcionários do grupo de risco, com exceção das gestantes, para o retorno ao trabalho presencial. Nos comunicados de convocação, o BB estabeleceu o retorno gradativo nos meses de novembro e dezembro, observando os percentuais mínimos de 50% (novembro), 75% (primeira quinzena de dezembro) e 100% (até o final de dezembro).

“A convocação dos funcionários do grupo de risco, sem qualquer responsabilidade, sem negociação, ignora que a pandemia não acabou. A posição do Sindicato, e das demais entidades representativas, é que os trabalhadores do grupo de risco permaneçam em teletrabalho. O BB precisa ter responsabilidade e cancelar a convocação de bancários do grupo de risco. Por isso, o Sindicato esteve protestando neste Dia Nacional de Luta, nas redes e locais de trabalho, junto com os bancários do BB, contra este absurdo”, enfatiza a dirigente do Sindicato e bancária do BB, Adriana Ferreira. 

Pesquisa realizada pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) com 13 mil bancárias e bancários, e divulgada em setembro, comprovou a efetividade do teletrabalho para reduzir o risco de contaminação dos bancários pela Covid-19. O levantamento mostrou que quase 40% dos bancários que trabalharam presencialmente contraíram Covid-19, contra 23% dos que ficaram em home office. 

Além disso, segundo a Fiocruz, que foi consultada pela Contraf-CUT, as pessoas do grupo de risco com comorbidades deveriam voltar ao trabalho presencial somente mediante a orientação de um médico assistente. 

A Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB) se reúne com o banco, também nesta quinta-feira 2, para debater o retorno ao trabalho presencial e a implementação do acordo de teletrabalho.

> Volta ao trabalho presencial será pauta de reunião com o Banco do Brasil

“A pandemia ainda não acabou e uma nova variante da Covid-19 já chegou ao Brasil. Cobramos que o BB mantenha os protocolos de segurança e o trabalho em home office, sobretudo para o grupo de risco, e implemente o acordo de teletrabalho. Estaremos mobilizados, bancários e suas entidades representativas, para garantir que a vida esteja sempre em primeiro lugar”, reforça Felipe Garcez, diretor do Sindicato e também bancário do BB. 

#DiaNacionalDeLutaNoBB

Além das atividades nos locais de trabalho, também foi realizado um tuitaço, às 11h desta quinta 2, no qual foram postadas mensagem com a hashtag #DiaNacionalDeLutaNoBB, em protesto pelo fim do trabalho em home office e pela implementação do acordo de teletrabalho.

Atestado médico

O Sindicato orienta que, antes de retornar ao trabalho presencial, o bancário do grupo de risco consulte um médico de sua confiança e solicite um laudo sobre as suas comorbidades em relação ao coronavírus, autorizando-o ou não ao retorno.

Procure o Sindicato

O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? Deixe seu contato que vamos te ligar 

Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário ou whatsapp.

 Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19) 

Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.

seja socio