Central de Atendimento

ou whatsapp (11) 97593-7749
Cidadania

Moradia é um direito que independe de classe social

Seminário organizado pelo Sindicato debateu acesso à moradia e a politicas socais

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 25/02/2019 13:40 / Atualizado em 02/07/2019 12:39

“A moradia não pode ser vista como uma caixa que de onde você entra e sai, feita só para servir de dormitório. A moradia tem que vir aquecida de saúde, educação mobilidade, cultura e lazer, mas acima de tudo a gente tem que ter um entendimento que morar é dar uma qualidade de vida ao ser humano”.

Esse foi um dos recados dados em vídeo por Carmen Silva, do Movimento do Sem-Teto do Centro, ao público que participou do Seminário O Direito de Morar e o Mercado Imobiliário, realizado na quinta-feira 21 pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Fenae (Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal) e Apcef (Associação de Pessoal da Caixa Econômica Federal).

A luta contra a criminalização dos movimentos pela moradia também foi um dos destaques do evento, bem como as bandeiras de luta para que o acesso à moradia seja um direito de todos, independentemente de classe social, e não um produto de mercado.

Carmen Silva destaca também que há no país muitas propriedades abandonadas, que muitas vezes são focos de pragas urbanas e se tornam um problema de saúde, além de deixarem de ser fonte de arrecadação de impostos tão importantes para o investimento em políticas públicas. Ela ressalta que são esses os locais ocupados pelo movimento. 

Inscreva-se e nosso canal no YouTube e receba as principais produções audiovisuais do Sindicato. 

Morar com qualidade vai além do seu bolso, é direito!

 

 

 

 



Voltar para o topo