Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Pandemia

Coronavírus: Santander disponibiliza telefone para bancários

Linha fina
Em caso de suspeita de contaminação por coronavírus, trabalhador deve entrar em contato para que entre em quarentena e seja monitorado por médicos, que avaliarão o melhor momento para realizar o teste
Imagem Destaque
Foto: Mauricio Morais/Seeb-SP

Tempo Real: Acompanhe as notícias sobre o Coronavírus nos bancos

O Santander disponibilizou um número de telefone (0800 723 44 72) para que seus funcionários entrem em contato em caso de suspeita de contaminação por coronavírus. A partir da comunicação da suspeita, o trabalhador ficará em quarentena e será monitorado por médicos do banco, que avaliarão se o teste deve ser realizado de imediato ou depois de cinco dias. 

“O banco nos informou que alocou um número maior de pessoas para os atendimentos do 0800. A partir do momento que o funcionário entra em contato e comunica suspeita de contaminação, ele passa a ser monitorado por médicos. Ele entra em quarentena, responde algumas perguntas dos médicos, que terão condições de avaliar se é o caso do trabalhador fazer o teste de imediato ou se pode aguardar cinco dias”, esclarece a diretora do Sindicato e funcionária do Santander, Rita Berlofa.

Grupo de risco

Em casos de pessoas dentro do grupo de risco – gestantes, pessoas acima de 60 anos e aqueles que têm doenças crônicas – o Santander orienta que esses trabalhadores encaminhem ao banco relatório médico e relação de medicamentos que faz uso. Na ausência de relatório médico, deve ser encaminhada carta do próprio funcionário. Nos casos onde é possível, o trabalhador entrará em rotina de home office. Já quando não, o bancário entrará em licença remunerada.

Saiba mais:

> Santander: home office a gestantes e trabalhadores em grupos de risco
> Coronavírus: Santander adianta 13º