Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Nem aí para você

Rodrigo Maia: Câmara está com Temer e o mercado financeiro

Linha fina
O diretor técnico do Dieese, Clemente Ganz Lúcio, afirma que a declaração do presidente da Câmara dos Deputados mostra que os interesses por trás das reformas não são da população, mas dos patrões
Imagem Destaque
Foto: Nilson Bastian / Câmara dos Deputados

São Paulo – Durante o Fórum de Investimentos Brasil 2017, na segunda 30, em São Paulo, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou aos empresários que a propostas da Câmara está em sintonia com a agenda do mercado financeiro, segundo matéria da Rede Brasil Atual. Para o diretor técnico do Dieese, Clemente Ganz Lúcio, a declaração mostra que os interesses por trás das reformas não são do povo, mas dos patrões.

"A agenda que vem sendo proposta, que inclui a redução do gasto dos estados, como a reforma da Previdência, além da regressiva reforma trabalhista, que tem cerca de 300 mudanças que reduzem os direitos dos trabalhadores, tem efeito perversos aos trabalhadores, à dinâmica econômica e a massa salarial", afirma.

Mobilização urgente para não perder direitos

Na ocasião, Maia declarou que a agenda da Câmara está "em sintonia" com a do presidente Michel Temer, e tem como foco o mercado, o setor privado. Clemente analisa que "agenda" significa trabalhar a favor dos empresários para "criar um ambiente de proteção legal para reduzir o custo do trabalho no Brasil".