Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Campanha 2018

34º Conecef debate importância da Caixa 100% pública

Linha fina
Painel teve a participação da deputada federal Erika Kokay; da representante dos empregados no CA da Caixa, Rita Serrano; e de Felipe Miranda, assessor da Fenae
Imagem Destaque
Foto: Fenae

Os delegados do 34º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa Econômica Federal debateram na tarde desta quinta-feira 7 os ataques ao banco. O painel “Caixa 100% pública” contou com a participação da deputada federal Erika Kokay (PT-DF); da representante dos empregados no Conselho de Administração do banco e diretora da Fenae, Rita Serrano; e de Felipe Miranda, do Dieese, assessor da Federação. Após o debate, foi lançado o livro “Caixa, banco dos brasileiros“, da Coleção Fenae.

Faça a sua sindicalização e fortaleça a luta em defesa dos direitos dos bancários
Assine o boletim eletrônico com notícias específicas da Caixa

Rita Serrano disse que a política do governo para a Caixa deixa clara a tentativa de desmonte, que se dá com as iniciativas para alterar o Estatuto da empresa. Primeiro, visando a sua transformação em Sociedade Anônima, e mais recentemente com a “privatização” da gestão. Segundo ela, o CA prepara nova mudança estatutária que, se aprovada, atingirá diretamente as carreiras dos empregados e ameaçará a função pública e social da instituição. O colegiado quer acabar com a prerrogativa dos trabalhadores concursados ocuparem Diretorias Executivas, a Diretoria Jurídica e o posto de Auditor Chefe.

Segundo a deputada Erika Kokay, o governo Temer adota com a Caixa a mesma estratégia que vem sendo utilizada com outras empresas públicas. “Usa o discurso de que as empresas públicas são espaços de corrupção ou de ineficiência para justificar a privatização”, explicou. E acrescentou: “a intenção é que a Caixa deixe de ser um banco 100% público e passe a ter a variável, a estratégia de mercado dominando a sua função”.

Felipe Miranda, do Dieese, assessor da Fenae, apresentou números que mostram a importância da empresa para o Brasil. “A Caixa é extremamente eficiente”, enfatizou ele, ao comentar os investimentos em habitação, infraestrutura, dentre outras áreas. “É extremamente importante que a gente defenda o que é público”, disse.

> Conferência Nacional dos Bancários é neste final de semana

Lançamento de livro

De autoria da representante dos empregados no CA da Caixa, Rita Serrano, o livro “Caixa, banco dos brasileiros“ foi lançado durante o Conecef. A publicação faz parte da coleção Fenae. “Nós decidimos lançar essa coleção para contribuir com a formação política dos colegas, ideia que surgiu a partir da implementação da Rede do Conhecimento, plataforma de cursos da Fenae e das Apcefs”, esclareceu o diretor de Administração e Finanças da Federação, Cardoso. O primeiro livro foi “Bancos Públicos do Brasil”, cujo autor é o economista Fernando Nogueira da Costa.