Pressão

Santander alarma trabalhadores ao exigir CPA

Banco enviou comunicado mal escrito, determinando prazo para que todos os trabalhadores tirassem a certificação da Anbima, sem distinguir alguns casos específicos. Sindicato procurou RH e solicitou que as informações sejam coerentes com o negociado

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 09/08/2019 17:58

Charge: Marcio Baraldi

O Santander enviou comunicado aos trabalhadores determinando prazo de 90 dias para que todos tivessem a certificação da Anbima CPA-10. A informação gerou alarme entre os bancários e não estava de acordo com o que foi negociado em mesa com o movimento sindical.

“O comunicado foi extremamente mal redigido, dando margem para muitas dúvidas e para apreensão entre os trabalhadores”, critica Lucimara Malaquias, diretora do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e bancária do Santander.

Lucimara explica que o comunicado estipula prazo de 90 dias contados a partir do momento em que o bancário assumiu a nova função. “Acontece que a maioria assumiu em maio, época em que o banco reestruturou os cargos, criando a função de gerente de negócios, para os quais passa a ser exigida a certificação. Portanto, pelo comunicado, o prazo já está se extinguindo”, diz.

Segundo Lucimara, o anunciado não segue o que foi negociado. “O combinado foi que para os trabalhadores que estão na ativa o prazo para tirar a certificação é de 30 dias. E para os que estão retornando de afastamento médico, são 60 dias, contados a partir da data do retorno. Mas o comunicado do banco é dirigido a todos os trabalhadores, sem levar em conta as especificações de cada caso, como por exemplo o prazo para os que retornam do afastamento”, explica.

Diante disso, o Sindicato procurou o RH do banco na manhã desta sexta-feira 9. “O banco reconheceu que o comunicado está mal escrito. E nos garantiu que o banco não afastará do cargo o trabalhador que não tiver a certificação, como dá a entender o comunicado”, conta a dirigente.

Os representantes dos trabalhadores ainda solicitaram ao banco que refaça o anúncio, com as informações corretas. “O objetivo do comunicado não deveria ser advertir, e sim informar”, destaca Lucimara.

O Sindicato orienta os trabalhadores a não assinarem esse comunicado, até que o mesmo tenha informações claras e de acordo com o negociado.

Lucimara acrescenta que, na mesa de negociação, os representantes do Santander informaram que conseguem saber, pela Anbima, quantos trabalhadores tentaram a certificação e não conseguiram obtê-la. “O banco nos disse que esses casos serão acompanhados de outra forma, pois não é o mesmo daqueles que nunca tentaram a certificação. Portanto, independentemente do comunicado ou dos prazos, orientamos os bancários a procurarem resolver isso e se certificarem. O percentual dos bancários do Santander que não têm a CPA-10 é muito baixo, segundo o banco é de cerca de 10%”, informa a dirigente.

O Sindicato também orienta os bancários do Santander a não assinarem esse comunicado. “Se algum trabalhador for pressionado para assinar, ou se sofrer sanções como o afastamento da função, ele deve comunicar imediatamente ao Sindicato”, diz Lucimara.

O trabalhador pode procurar pessoalmente algum dirigente, ou ainda fazer a queixa pela Central de Atendimento: (11) 3199-5200, ou pelo whatsapp: (11) 97593-7749. O sigilo é garantido.

Cursos CPA-10

Lucimara lembra que o Sindicato, por meio da Faculdade 28 de Agosto, oferece cursos de preparação para as provas de CPA-10 e CPA-20 da Anbima. “Esses cursos têm um índice alto de aprovação e os bancários sindicalizados têm 50% de desconto. Para quem trabalha no setor financeiro, é fundamental ter o CPA-10. Mesmo que o trabalhador saia do banco, ele estará mais qualificado para o mercado de trabalho, caso procure emprego em outra instituição financeira.”

A próxima turma de CPA-10 da Faculdade 28A começa no dia 17 de agosto e vai até 31 de agosto, das 9h às 17h. A turma seguinte será entre 2 e 12 de setembro, das 19h às 22h. Confira aqui.

 



Voltar para o topo