Central de Atendimento

ou whatsapp (11) 97593-7749
crise do coronavírus

Banco Original demite mais 50 na pandemia, e Sindicato cobra garantias 

Demitidos se somarão aos mais de 250 que foram dispensados pelo banco no ano passado, e entidade reivindica benefícios adicionais a fim de minimizar os impactos do desemprego causados pela crise do coronavírus; instituição financeira se comprometeu a avaliar

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 15/01/2021 16:11 / Atualizado em 15/01/2021 16:14

Arte: Freepik

O Banco Original está promovendo um processo de reestruturação que resultou em novas demissões, além das já feitas em 2020. Diante da decisão da instituição financeira, o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região cobrou respostas, por meio de reunião realizada na manhã desta sexta-feira 15. 

Os representantes da empresa informaram que a central de atendimento será terceirizada. Esta decisão é definitiva, sendo irreversível o processo. Com isto, 30 pessoas dessa área já foram desligadas. 

Em razão de reestruturação de outras áreas, mais 20 funcionários também foram demitidos. 

O banco informou que tentou realocar algumas pessoas, e isto foi possível em algumas áreas, em que haviam vagas. Os representantes do banco alegaram que os que foram desligados não tiveram condições de serem aproveitados em outros departamentos. Também afirmaram que foi feito um levantamento interno para essa finalidade. 

Mediante a informação  das demissões e a redução efetiva dos postos de trabalho, o Sindicato reivindicou do Original que oferecesse a esses trabalhadores alguns benefícios adicionais, a fim de minimizar os impactos do desemprego em plena pandemia. O banco se comprometeu a avaliar. 

Vale lembrar que o banco Original possui um programa próprio para pagamento de resultados, referente a 2020. Os trabalhadores demitidos terão direito ao pagamento integral deste plano. O programa deve ser pago aos ativos em até primeiro de março. Os trabalhadores dispensados em janeiro também deverão receber, por rescisão complementar, e é importante que fiquem atentos quanto ao recebimento deste direito.  

Nesse processo de reestruturação, o banco também informou que até final de janeiro contratará, como bancários, trabalhadores que prestavam serviços de Tecnologia, pela empresa APP. São cerca de 150 funcionários que passarão a ser representados pelo Sindicato.  

“Esta mudança é positiva, mas não ameniza a perda do emprego de 50 trabalhadores do banco em plena pandemia, pois serão mais 50 pessoas, dentre os quais estão pais e mães de família que se somarão aos mais de 250 demitidos pelo Original no passado e ao 14 milhões de desempregados por causa da grave crise social causada pela pandemia e pela inação do governo federal”, protesta Neiva Ribeiro, secretária-geral do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região. 

“É importante que os bancários demitidos recorram ao Sindicato se possuem algum problema de saúde e/ou de estabilidade no emprego. Aos demais, colocamos à disposição o plantão de advogados, para dar-lhes assistência jurídica”, enfatiza Neiva. 

Procure o Sindicato

O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

 

 

>Demitido? Procure o Sindicato!

>Calculadora: veja quanto deverá receber na rescisão do contrato de trabalho

> Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? CLIQUE AQUI e deixe seu contato que vamos te ligar.

> Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário.

Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19).

> Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

> Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail. 



Voltar para o topo