Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Pandemia

Influenza e Covid-19: não é hora de relaxar nos cuidados! Vamos juntos vencer a pandemia!

Imagem Destaque
Imagem de pessoas utilizando máscaras, acompanhada da palavra cuide-se

Com a pandemia, o ano de 2021 impôs grandes desafios para a categoria bancária. Através da atuação do Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região e demais entidades representativas, grande parte dos bancários permaneceram em teletrabalho na maior parte do ano.

Diante do avanço da vacinação no segundo semestre, resultando na queda no número de casos e internações, os bancos passaram a convocar os trabalhadores para o retorno presencial, e o Sindicato está em permanente atuação para que os protocolos sejam rigorosamente respeitados nos locais de trabalho.

Este respeito rígido aos protocolos tornou-se ainda mais importante com a chegada ao Brasil, em dezembro, da nova variante da Covid-19, a Ômicron, mais transmissível que as anteriores, além do recente surto da Influenza A e seu subtipo H3N2.

“Não é o momento de relaxar no cumprimento dos protocolos nos locais de trabalho, e também nos cuidados fora do banco, como o uso de máscaras, distanciamento, evitar aglomerações e higienização frequente das mãos com álcool gel. E, claro, não deixar de tomar as duas doses da vacina, assim como a dose de reforço. Nós vencemos importantes batalhas com o avanço da vacinação contra a Covid-19, mas a luta não terminou. Infelizmente, no final do ano, acompanhamos a chegada da variante Ômicron e da Influenza, o que nos impõe o dever de redobrar os cuidados com a nossa saúde e daqueles que nos cercam. Juntos vamos vencer a pandemia. Falta pouco”

Neiva Ribeiro, secretária-geral do Sindicato

“O bancário que estiver com qualquer sintoma gripal deve avisar ao gestor e não comparecer ao local de trabalho, realizar o teste de Covid-19 e, se possível, também para Influenza, aguardando o resultado em casa, seguindo os protocolos específicos do seu banco, que são acompanhados pelo Sindicato. Por sua vez, o gestor deve viabilizar junto a área responsável a testagem de todos que tiveram contato com o trabalhador que testou positivo, assim como a sanitização do local de trabalho, e se for o caso o afastamento dos trabalhadores e fechamento do local”, orienta Neiva.

O bancário que sofrer qualquer tipo de pressão para trabalhar em caso de suspeita ou confirmação de Covid-19, deve comunicar ao Sindicato (veja como abaixo). Qualquer desrespeito aos protocolos de prevenção nos locais de trabalho também deve ser denunciado à entidade. O sigilo é garantido.

Procure o Sindicato

O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? Deixe seu contato que vamos te ligar 

Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário ou whatsapp.

 Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19) 

Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.

seja socio