Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Desrespeito ao protocolo covid

Santander tenta esconder contaminações impedindo Sindicato de entrar no QI

Imagem Destaque
Fachada de prédio do Santander

O Sindicato recebeu denúncias de aumento de casos de covid no QI, departamento do Santander localizado na esquina das ruas Boa Vista com João Bricola, no Centro de São Paulo. Ao tentar entrar no prédio, nessa segunda-feira 10, os dirigentes André Camorozano Félix e Antônio Bugiga foram impedidos, o que caracteriza prática antissindical por parte do banco Santander.

“O que estão tentando esconder? Os mais de 15 casos confirmados de covid no local? Sem contar os que estão aguardando resultado”, questiona o dirigente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, André Camorozano.

O departamento em questão, segundo André, é um convite à contaminação: “Trabalham cerca de 400 pessoas em um prédio com janelas lacradas e ar-condicionado desligado. Além disso, o refeitório, no 7º andar, fica lotado; e sabemos que os bancários estão trabalhando sem o distanciamento mínimo exigido pelo protocolo de segurança contra a covid. Com certeza é isso que o Santander tenta esconder ao proibir a entrada de representantes dos bancários no prédio”, denuncia o dirigente.

Diante do aumento no número de casos de covid-19 e de influenza (H3N2), o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região reivindicou ao Santander que reforçasse a adoção do home office, aumentando o número de trabalhadores nesse regime. Mas o banco está fazendo justamente o contrário, reduzindo o contingente em trabalho remoto e aumentando o número de bancários nos prédios administrativos.

“Em mais um momento crítico da pandemia, com o aumento de contaminações pela variante ômicron, e com os pronto socorros lotados de casos de gripe, o banco Santander dá exemplos de desrespeito à vida e de irresponsabilidade. No Centro pipocam casos de agências lotadas e fechadas. E o Santander ainda dá sinais de que vai acabar com o home office. É um verdadeiro descaso do banco espanhol com a vida de trabalhadores e clientes brasileiros”, critica André.

O dirigente ressalta que o Sindicato está lutando pela continuidade e ampliação do teletrabalho na pandemia, e orienta os bancários a continuarem denunciando à entidade os desrespeitos do banco ao protocolo covid. O sigilo do denunciante é garantido.

Procure o Sindicato

O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? Deixe seu contato que vamos te ligar 

Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário ou whatsapp.

 Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19) 

Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.

seja socio