Insegurança

Santander vai retirar portas giratórias de agências

Medida coloca a vida de clientes e bancários em risco; Sindicato cobra que o banco recue da decisão

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 21/03/2019 19:37

Foto: Mauricio Morais

O Santander irá retirar as portas giratórias das suas agências, colocando em risco a segurança de bancários e clientes. A medida não foi negociada com o Sindicato, que por sua vez cobra que o banco recue da decisão.

 Assine o boletim eletrônico com notícias específicas do Santander
Faça a sua sindicalização e fortaleça a luta em defesa dos direitos dos bancários

“Cobramos que o banco tenha responsabilidade com a segurança de clientes e funcionários e recue da decisão. Um banco como o Santander, que lucrou mais de R$ 12 bilhões em 2018 no Brasil, país responsável pela maior fatia do seu lucro global, não pode arriscar vidas humanas para transformar suas unidades em vitrines de loja”, critica a dirigente do Sindicato e bancária do Santander, Silmara Silva.

“A posição do Sindicato é que agências com caixas eletrônicos, com ou sem numerário, devem disponibilizar toda a segurança possível para clientes e funcionários. É de uma irresponsabilidade assustadora retirar portas giratórias das agências enquanto arrombamentos e explosões de terminais de autoatendimento são cada vez mais frequentes. Além disso, vivemos uma escalada da violência e muitas agências ficam em locais com grande incidência de assaltos”, acrescenta.

Em 2018, o estado de São Paulo registrou 54 roubos de estabelecimentos bancários.



Voltar para o topo