Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Avanço

Coronavírus: Santander se compromete a não demitir durante pandemia

Linha fina
A não demissão é uma das 17 reivindicações apresentadas pelo movimento sindical aos bancos, em decorrência da propagação do novo coronavírus
Imagem Destaque
Foto: Seeb-SP

Atendendo pedido do Sindicato e Comando Nacional dos Bancários, o banco Santander emitiu nota comunicando que não iniciará nenhum processo de demissão em todo o território nacional durante o período mais crítico da epidemia de coronavírus (Covid-19).

Tempo Real: Acompanhe as notícias sobre o Coronavírus nos bancos

“A medida é necessária para evitar a apreensão que existe entre os funcionários, que temiam a demissão pelo não cumprimento de metas, ou por deixar de trabalhar em virtude das medidas tomadas contra o contágio e a propagação da doença”, disse o secretário de Assuntos Socioeconômicos e representante da Contraf-CUT nas negociações com o banco, Mario Raia.

“É uma pena que a medida não tenha sido proativa, mas uma reação do banco às cobranças do movimento sindical. Neste momento de crise, o banco deveria pensar de uma forma mais humana e se preocupar mais com a saúde de seus funcionários e clientes”, completou o dirigente.

A nota do banco informa, ainda, que haverá demissões apenas nos casos de justa causa ou de violação do Código de Ética da organização.

Outras reivindicações

Em reunião por videoconferência, realizada na manhã de segunda-feira 23, Sindicato e o Comando Nacional dos Bancários apresentaram uma relação com 17 reivindicações à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

Entre as reivindicações, o movimento sindical pede para que os bancos mantenham apenas as atividades consideradas essenciais pelo decreto 10.282/2020 que, no setor financeiro, são: “compensação bancária, redes de cartões de crédito e débito, caixas bancários eletrônicos e outros serviços não presenciais de instituições financeiras” e que, além disso, o atendimento dos casos de extrema necessidade (como, por exemplo, os idosos que não tenham como usar outro meio e dependam do atendimento para sua sobrevivência), sejam realizados somente mediante agendamento prévio, para preservar os clientes e os trabalhadores.

Os bancos vão responder às reivindicações do Comando Nacional dos Bancários ainda nesta terça-feira 24.

Procure o Sindicato

O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

> Estou com um problema no meu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado?CLIQUE AQUI e deixe seu contato que vamos te ligar 

> Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário 

Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19) 

> Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

> Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail