Pular para o conteúdo principal

BB: Sindicato atua, e bancário recupera a carteira de trabalho

Linha fina
Documento tinha sido retido de forma irregular por gestor que se recusou a “aceitar” ressalva no termo de rescisão
Imagem Destaque
Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Após denúncia do Sindicato e cobrança da entidade para que o Banco do Brasil reorientasse os gestores, um bancário demissionário do BB recuperou a carteira de trabalho, que havia sido retida de forma irregular por um gestor, que se recusou a aceitar ressalva incluída no termo de rescisão do contrato de trabalho. 

Com a atuação do Sindicato, o banco convocou novamente o trabalhador para formalizar a rescisão de contrato e, desta vez, aceitou a ressalva. A carteira de trabalho também foi entregue e com a baixa do contrato de trabalho, devidamente assinado. 

“O banco teve de reconhecer seu erro. O Sindicato está atento. O bancário deve entrar em contato. Temos vários canais de atendimento, para assédio moral temos o canal específico. Para atendimento jurídico em geral temos a Central de Atendimento. Neste momento de reestruturação no BB, abrimos um canal, e os atendimentos iniciais ocorrem em 24 horas (veja abaixo)”, orienta o diretor de Assuntos Jurídicos do Sindicato e bancário do BB, Ernesto Izumi. 

CLIQUE AQUI e entenda os detalhes do caso 

Atendimento jurídico

Por causa da reestruturação que demandou muitos atendimentos, o Sindicato está atendendo pelo aplicativo Teams, após cadastro do bancário nos links a seguir:

Os funcionários que perderam suas funções de caixa ou comissionado podem agendar preenchendo o formulário em http://bit.ly/3rP1lLi

Os funcionários que aderiram ao Programa de Adequação de Quadros (PAQ) ou Programa de Desligamento Extraordinário (PDE) devem agendar atendimento pelo seguinte formulário: bit.ly/formulário-agenda-jurídica.