Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Itaú

Bancários do CAT Itaú vão eleger nova Cipa em maio

Imagem Destaque

Os funcionários do Itaú lotados no CAT vão eleger nos dias 17 e 18 de maio a nova Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa). O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região apoia Fernando Pires nº 12, atualmente na Central de Atendimento.

Propostas de Fernando

  • Cobrar melhores condições de saúde, trabalho e segurança;
  • Realizar trabalhos voltados à saúde mental dos bancários;
  • Melhorar o acompanhamento dos lesionados que voltam do afastamento do INSS, garantindo condições adequadas de trabalho, de acordo com suas restrições e readaptação;
  • Garantir as mesmas oportunidades no plano de carreira e desenvolvimento profissional aos trabalhadores com deficiência;
  • Emissão da CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho) para todos os funcionários que se acidentam no local de trabalho ou em home office;
  • Ambulatório funcionando 24 horas;
  • Cobrar implantação de piso tátil em todas as dependências do CAT, para pessoas com deficiência visual.
    Como votar
    O processo eleitoral no CAT ocorre em 17 e 18 de maio. Todos os funcionários têm direito a voto, mas em apenas um candidato. A votação será via portal corporativo do banco.

O que é a Cipa

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes tem a finalidade de cobrar do banco melhorias no ambiente e nas condições de trabalho, visando a prevenção de acidentes e doenças ocupacionais, e a saúde do trabalhador.

Por que a Cipa no CAT é importante

O CAT é o centro administrativo do Itaú por onde a maioria dos bancários inicia sua carreira. "Por isso, a responsabilidade do cipeiro é ainda maior, já que muitos destes trabalhadores não são devidamente informados sobre os problemas de saúde relacionados ao trabalho e tampouco sabem como buscar soluções contra as más condições no local de serviço", afirma o dirigente sindical e bancário do Itaú Sérgio Lopes, o Serginho.

É dever do cipeiro eleito levar as reivindicações dos bancários às reuniões da Cipa e cobrar dos administradores do banco soluções para essas demandas.

"Por essa razão, os cipeiros têm a responsabilidade de atuar em defesa de todos os trabalhadores do CAT, estando atentos aos problemas que possam surgir, sempre com o compromisso de ouvir as reivindicações dos seus colegas de trabalho, encaminhando-as à direção do banco", afirma Serginho.

"A direção do Itaú impõe o cumprimento de metas abusivas, e a pressão decorrente resulta em muitos adoecimentos entre os bancários. É fundamental que os cipeiros eleitos estejam comprometidos com os direitos dos bancários, e não com o interesse próprio em ganhar estabilidade no emprego", alerta Serginho.

"O empenho do cipeiro comprometido também se soma à luta que é feita todos os dias pelo Sindicato em defesa dos direitos e da dignidade de todos os trabalhadores do CA Tatuapé", acrescenta o dirigente.

São funções dos cipeiros

  • Esclarecer e conscientizar sobre a gravidade das doenças ocupacionais e lutar por Programa de Prevenção às LER/Dort;
  • Fiscalizar o cumprimento das normas de segurança e da medicina do trabalho; buscar, junto ao Sindicato, a ampliação dos direitos dos trabalhadores;
  • Realizar Semanas Internas de Prevenção de Acidente de Trabalho (Sipat), nas quais sejam discutidas questões de saúde e relativas às condições de segurança no trabalho;
  • Acompanhar as ocorrências e exigir notificações de todos os casos de doença e acidente de trabalho, como rege a lei da Previdência Social;
  • Realizar trabalhos voltados à saúde mental dos bancários;
  • Informar e esclarecer os funcionários sobre os riscos à saúde e à segurança no ambiente de trabalho.