Pular para o conteúdo principal
Chapéu
insensibilidade

Banco Original demitiu mais de 450 desde o início da pandemia

Imagem Destaque
Desenho mostra trabalhadora demitida indo embora do trabalho carregando seus pertences, em volta de vírus representando o coronavírus

Em plena crise sanitária e social causada pela pandemia do novo coronavírus – quando mais de 14 milhões de brasileiros sofrem com a falta de emprego –, o Banco Original vem contribuindo com esta situação calamitosa. A instituição financeira demitiu 452 bancários entre janeiro de 2020 e o primeiro trimestre de 2021. Foram dispensados 339 empregados em 2020 e mais 113 somente nos três primeiros meses de 2021.

>Banco Original começa 2021 demitindo e Sindicato cobra respostas

Diante das demissões em massa durante a pandemia, o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região cobrou, por diversas vezes durante 2020, uma posição da direção do Original a fim de evitar os desligamentos, bem como formas de amenizar os prejuízos aos demitidos, como manutenção do plano de saúde ou do vale-alimentação.

Logo no início do processo de dispensas, os representantes do Original e se mostraram dispostos a abrir um canal de negociações. Contudo, em nenhum momento se reuniram com integrantes da entidade de defesa dos bancários, evidenciando uma postura autoritária, antissindical e desumana com trabalhadores e trabalhadoras que dedicaram tempo de suas vidas e esforço de trabalho ao banco. Alguns deles chegaram a ser demitidos via WhatsApp, uma prática totalmente desrespeitosa.

“Lamentamos profundamente esta postura desumana da direção do banco de demitir centenas de trabalhadores em um momento tão delicado pelo qual o país está passando. A direção do Original precisa ter ciência de que demitir trabalhadores durante a pandemia é uma publicidade muito ruim para a imagem do banco”, afirma Neiva Ribeiro, secretária-geral do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região.

“O Sindicato continua esperando uma reunião para discutirmos formas de evitar mais demissões e atenuar os danos causados aos que já perderam o emprego”, acrescenta a dirigente.

O Sindicato orienta os trabalhadores do Original a entrar em contato com a entidade, em face das demissões ou de qualquer outro problema, para que a entidade possa agir na defesa dos direitos dos bancários. Veja como entrar em contato abaixo:

Procure o Sindicato

O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

> Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? CLIQUE AQUI e deixe seu contato que vamos te ligar 

> Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário > Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19) 

> Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

> Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.