Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Pandemia

Sindicato garante conquistas para grupo de risco do Santander, desrespeito deve ser denunciado

Imagem Destaque
Freepik

Graças as negociações do Sindicato junto ao banco Santander, os trabalhadores do grupo de risco do banco espanhol podem desenvolver trabalho com segurança em casa, desde o início da pandemia.

As conquistas importantes garantidas pelo movimento sindical garante que grávidas, pessoas com 60 anos ou mais, e aqueles com cormobidades possam trabalhar em home office ou acumular horas negativas, sem prejuízos.

> Vacinação Covid-19: Sindicato pede ao Ministério da Saúde a inclusão de bancários em grupo prioritário
> Vacinação contra Covid-19: saiba quais são as ações do Sindicato

A dirigente sindical Wanessa de Queiroz, ressalta que essas conquistas são importantes, principalmente para as mulheres que compõe maioria no quadro de funcionários do banco.

"As mulheres correspondem a 59% do quadro de funcionários do Santander no Brasil, e durante as negociações, a nossa preocupação em relação as mulheres e aos do grupo de risco que pudessem seguir um protocolo de prevenção a Covid-19", diz Wanessa.

Ela ainda lembra que durante as negociações, o Sindicato tem cobrado do banco um maior cuidados com aqueles que precisam fazer o trabalho presencial e para que sinalizassem nas unidades, informações e protocolos de segurança para os trabalhadores.

"As informações que estão sendo disponibilizadas pelo Portal RH em relação ao distanciamento social, uso de máscaras e álcool em gel, fazem parte das ações negociadas junto ao banco para preservar a vida também destes trabalhadores e de suas famílias. E grávidas durante todo o período gestacional estão proibidas de exercerem o trabalho presencial e o banco precisa fornecer todos os equipamentos para o trabalho em home office", comenta Wanessa.

Monitoramento

O Sindicato, por meio da Secretária de Saúde, tem monitorado todos os locais de trabalho, e mesmo assim, segundo Wanessa, há registro de mortes na categoria e isso é preocupante.

> Desligamentos por morte na categoria reforçam vacina já para bancários

Segundo levantamento do feito pelo Dieese, com base no Novo Caged, o número de desligamentos por mortes na categoria bancária teve crescimento de 176,4% entre o primeiro trimestre de 2020 e o primeiro trimestre de 2021. E caso o bancário do grupo de risco seja convocado para o trabalho presencial, deve denunciar ao Sindicato (veja abaixo). O sigilo é garantido.

Canais de denúncia

> Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? CLIQUE AQUI e deixe seu contato que vamos te ligar 

Central de Atendimento - você pode falar conosco por WhatsApp (11 97232-1647)via chate-mail ou por telefone (11 3188-5200). 

Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19) 

> Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

> Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.