Central de Atendimento

ou whatsapp (11) 97593-7749
Ganância dos bancos

Juros do cartão de crédito também registram aumento

Segundo o Banco Central, o aumento foi de 0,2% e passou de 300,1% para 300,3% ao ano

  • Spbancarios, com informações do Reconta Aí e Época Negócios
  • Publicado em 03/09/2019 15:26 / Atualizado em 03/09/2019 16:01

Foto: ARQUIVO EBC

Além do cheque especial, o juro cobrado no rotativo do cartão de crédito também subiu. O crescimento foi de 0,2 ponto porcentual de junho para julho, segundo informações do Banco Central. Considerada pelo BC como uma das mais caras, a taxa do rotativo (quando a pessoa paga somente o mínimo da fatura) passou de 300,1% para 300,3% ao ano.

Já no rotativo não regular (quando a pessoa não paga nem mesmo o mínimo), houve uma pequena retração: passou de 316,4% para 311,9% ao ano. No caso do parcelado, ainda dentro de cartão de crédito, o juro passou de 175,6% para 175,2% ao ano.

Considerando o juro total do cartão de crédito, que leva em conta operações do rotativo e do parcelado, a taxa passou de 68,1% para 66,1% de junho para julho.

Em abril de 2017, começou a valer a regra que obriga os bancos a transferirem a dívida do rotativo do cartão de crédito para o parcelado, a juros mais baixos. A intenção com a nova regra é permitir que as taxas sejam mais baixas e, assim, evitar o maior risco de inadimplência, segundo o BC.

Famílias endividadas

Reportagem do site Recontaí, lembra que o número de famílias endividadas cresceu nos últimos meses, e o cartão de crédito foi apontado em primeiro lugar dentre os principais tipos de dívida, apontado por 78,4% das famílias endividadas. A pesquisa constata que houve piora na percepção das famílias em relação às suas dívidas, já que o percentual que relatou estar muito endividado aumentou e as famílias se declaram menos otimistas em relação à possibilidade de pagarem suas dívidas.

 



Voltar para o topo