Central de Atendimento

ou whatsapp (11) 97593-7749
Novembro da Resistência

Quais são os desafios para a promoção da igualdade racial?

Momento Bancário contou com as participações de Moisés da Rocha, programador musical e de Fernanda Paula, integrante da UNEGRO

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 21/11/2018 19:40 / Atualizado em 26/11/2018 16:54

Combate ao racismo e à intolerância, além dos desafios e perspectivas para se avançar na promoção pela igualdade racial no Brasil estiveram entre os temas que abordados no Momento Bancário, de quarta-feira 21, como parte das atividades do Novembro da Resistência, que o Sindicato dos Bancários de São Paulo em razão do Dia da Consciência Negra, celebrado no dia 20. O Novembro da Resistência ainda faz alusão a outra data importante, o Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher, em 25.   

O programa de webtv foi conduzido pela secretária-geral do Sindicato, Neiva Ribeiro, e contou com as participações de Moisés da Rocha, programador musical e apresentador do Samba Pede Passagem e de Fernanda Paula, integrante da União de Negros pela Igualdade (UNEGRO).

O Momento Bancário tem transmissão pelo canal do YouTube da TV dos Bancários (TVB), site do Sindicato e Facebook. É um espaço de entrevistas, que aborda assuntos de interesse dos bancários, dos trabalhadores em geral e de cidadania.

Novembro da Resistência

Além da realização dos Momentos Bancários, a programação do Novembro da Resistência contou ato pelo Dia da Consciência Negra, no vão do Masp, no próprio feriado do dia 20, e inclui uma série de reportagens que serão produzidas ao longo do mês (veja abaixo as já publicadas). No dia 28, tem Cine Birita no Café, às 19h30, com curtas sobre a herança afrodescendente no Brasil. 

MB do dia 14

Assista ao MB sobre Consciência Negra, exibido no último dia 14, que contou com as particpações do professor da Universidade Federal do ABC, Ramatis Jacino, autor de uma série de livros, entre eles Transição e Exclusão, e Adriana Vasconcelos, professora de História e Geografia da rede pública. 

 

 

 

 

No dia 28, tem Cine Birita no Café, às 19h30, com curtas sobre a herança afrodescendente no Brasil. Além disso, haverá uma série de reportagens especiais ao longo do mês no site, canal do Youtube e nas redes sociais do Sindicato. Fique alerta e acompanhe.

Leia reportagens do Novembro da Resistência

Políticas afirmativas ajudam a formar geração de intelectuais negros
Filmes para refletir sobre a questão racial
Seis episódios recentes que mostram o quanto o Brasil é racista
> Meu cabelo e a cor da minha pele te incomodam, por quê?
> Ivone Silva: 'Você entra numa agência e não vê um negro'.
> Cine Birita encerra o Novembro da Resistência
Filmes para debater a violência contra a mulher
> Sindicato inicia 16 Dias de Ativismo pelo Fim da violência contra a mulher
Curta-metragem: O Brasil é um país racista?
Lute como uma mulher!
> Por que o Brasil não pediu perdão pela escravidão?
Por que não temos o mês da consciência branca?

 



Voltar para o topo