Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Pandemia

Covid-19 e Influenza: Sindicato cobra "Mais" responsabilidade da Cassi

Imagem Destaque
Imagem remetendo a espera no atendimento da telemedicina da Cassi

Na última sexta-feira 7, o Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região, por intermédio de sua secretária-geral, Neiva Ribeiro, encaminhou ofício (leia a íntegra) à Cassi cobrando melhor atendimento e agilidade aos associados, que têm esperado horas na fila para serem atendidos via telemedicina. Situação inadmissível, ainda mais em meio à pandemia de Covid-19, que teve uma explosão de casos com a chegada da variante Ômicron, e do atual surto de Influenza, com seu subtipo H3N2. 

Sabe-se que, nesse momento, há um aumento considerável nos casos de doenças respiratórias, o que fez crescer a procura do atendimento emergencial público e privado, chegando a seis horas de espera, em média.

"Por isso que a situação de teleatendimento da Cassi se mostra injustificável, uma vez que os participantes demoram de 15 a 17 horas para serem atendidos, numa fila de espera de quase 900 pessoas. Muitos desistem e vão procurar o pronto socorro mais próximo, aumentando o custo e as despesas com atendimento. As seis horas de espera na emergência de um hospital, pasmem, mostram-se mais interessantes que a telemedicina", pontua Getúlio Maciel, dirigente sindical da Fetec-SP, membro da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB (CEBB), e efetivo no Conselho de Usuários de São Paulo da Cassi.

O ofício cita que a Cassi possui recursos financeiros suficientes para arcar com despesas contingenciais e assegurar atendimento digno aos associados, mas também precisa de boa gestão e vontade administrativa pra implementar e acompanhar essas melhorias.

De acordo com o dirigente sindical, também se mostra espantosa a fala lacônica, em vídeo, que o presidente da Cassi, Castro Junior, divulgou nas redes sociais.

"Além de curta, a fala passa recibo da má gerência quando cita que houve aumento de 300% na procura pelo atendimento, sendo que o tempo de espera pelo atendimento aumentou em torno de 3.600%, de 25 minutos pra 15 horas. Se não for má administração por não saber dimensionar o atendimento, isso pode se configurar em deboche e descaso. É preciso 'Mais' responsabilidade", avalia Getúlio.

O ofício do Sindicato reivindica regularização do atendimento de maneira urgente, eficiente e com qualidade para todos os associados que venham a utilizar os serviços da Cassi, nesse momento tão complicado de aumento dos casos de doenças respiratórias.

Procure o Sindicato

O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? Deixe seu contato que vamos te ligar 

Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário ou whatsapp.

 Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19) 

Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.

seja socio

Arquivos anexos
Anexo Size
Ofício: Sindicato cobra responsabilidade da Cassi (824.21 KB) 824.21 KB