Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Irresponsabilidade

Coronavírus: Pedro Guimarães coloca em risco a saúde dos empregados e da população

Linha fina
Em meio a mais de 4,8 mil mortes por coronavírus em São Paulo, governo federal, através da direção da Caixa, vai boicotar antecipação de feriados municipais, medida anunciada pelo prefeito para conter a disseminação de coronavírus
Imagem Destaque
Foto: Seeb/SP

Em meio à pandemia do coronavírus que já deixou mais de 16 mil mortos no Brasil e 4,8 mil no Estado de São Paulo, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou nesta segunda 18, no programa Brasil Urgente, da Band, que as agências da Caixa permanecerão abertas de segunda a sábado, inclusive feriados, para pagamento do Auxílio Emergencial, independentemente da antecipação dos feriados em São Paulo.

> Bancos não vão acatar feriados antecipados em SP
> Casos de coronavírus crescem e direção da Caixa abranda protocolos

“A antecipação de feriados municipais nesta quarta 20 e quinta 21 está sendo sancionada justamente porque as contaminações e as mortes estão aumentando a cada dia no Estado de São Paulo. Ao abrir as agências da Caixa durante estes dias, comprova-se que Pedro Guimarães e o governo federal não estão preocupados com as vidas dos empregados e da população, que ficarão ainda mais expostos ao vírus nas filas das unidades bancárias”, afirma Dionísio Reis, diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e coordenador da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa).

Tempo Real: Acompanhe as notícias sobre o Coronavírus nos bancos
Perguntas e Respostas sobre o Coronavírus nos bancos

Nesta quarta-feira 19, o Sindicato enviou ofício para a prefeitura, Fenaban (federação dos bancos) e Caixa criticando a medida da direção do banco e reivindicando sua revogação.

“Nós estamos cobrando respeito às vidas das pessoas. A abertura das agências durante o feriado, decretado justamente para frear a curva de contaminação, irá afetar os esforços no sentido de conter o avanço da covid-19. O desrespeito a esta medida de prevenção resultará no prolongamento da crise sanitária e a população sofrerá os efeitos da pandemia por ainda mais tempo”, afirma Dionísio.

Antecipação de feriados

Por conta da pandemia do coronavírus e do aumento do número de mortos a cada dia, a prefeitura de São Paulo irá antecipar dois feriados municipais. O de Corpus Christi e da Consciência Negra, para a próxima quarta-feira 20 e quinta-feira 21. Já o governo do Estado deve encaminhar projeto de lei para antecipar o feriado estadual da Revolução Constitucionalista, de 9 de julho, para a próxima segunda-feira 25. Se a proposta for aprovada em âmbito estadual, será decretado ponto facultativo para o funcionalismo público na sexta-feira 22.

Importante ressaltar que os saques em dinheiro da segunda parcela do Auxílio Emergencial para quem recebe através da poupança social digital só serão liberados em 30 de maio. Até esta data, são permitidos apenas pagamentos de contas pelo aplicativo Caixa Tem. No período de pagamentos da primeira parcela, o maior volume de atendimento presencial nas agências foi registrado durante o saque em espécie a estes beneficiários.

Direção da Caixa e governo não ouvem os empregados e desmontam o banco

A ampliação da contratação de empregados pela Caixa é uma luta permanente do movimento sindical. Mas com a disseminação do coronavírus no país, esta demanda se tornou ainda mais urgente. O banco é o único responsável por pagar o auxílio-emergencial do governo, mas perdeu milhares de empregados ao longo dos últimos anos.

Em 2014, a Caixa tinha 101.484 empregados. Porém, sucessivos planos de demissão voluntária levaram o maior banco público do país a contar com apenas 84.066 trabalhadores em dezembro de 2019.

“A direção da Caixa não ouve os empregados e, sob orientação de governos privatistas, vem desmontando o banco. É urgente que o governo federal adote medidas como a descentralização do pagamento do auxílio emergencial, agendamento e geração de senhas para evitar aglomeração nas agências e a realização de parcerias com as prefeituras e governos estaduais a fim de diluir as aglomerações geradas pelos pagamentos do auxílio emergencial, além de mais contratações para a Caixa”, sugere o coordenador da CEE/Caixa, Dionísio Reis.

Procure o Sindicato

O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

> Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? CLIQUE AQUI e deixe seu contato que vamos te ligar 

> Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário 

Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19) 

> Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

> Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.