Pular para o conteúdo principal

Inscrições abertas para a Mostra Poética Maria da Glória Abdo. Participe!

Imagem Destaque
Logo da mostra poética

As inscrições para a primeira edição da Mostra Poética Maria da Glória Abdo estão abertas até 1° de agosto. Para participar, o bancário sindicalizado - da base do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região - deve transformar uma poesia de sua autoria em um vídeo com dramatização (recitando a poesia), com tema livre, de no máximo dois minutos. Cada associado (ou seu dependente) pode enviar somente um vídeo. 

Todos os vídeos inscritos passarão pela comissão de pré-seleção no período de 10 à 15 de agosto, para avaliação do cumprimento dos critérios de inscrição, e a lista de selecionados será divulgada em 20 de agosto. A partir daí, os vídeos serão submetidos a votação popular, através das redes sociais do Sindicato. O primeiro lugar será premiado com R$ 1.500; o segundo com R$ 800; e o terceiro com R$ 500. 

Para participar, o bancário sócio (ou o seu dependente) deve enviar e-mail para [email protected], informando:

  • Nome completo do sócio, matrícula funcional, nome do banco e do local de trabalho.
  • Ou, se é sócio remido (aposentado) do Sindicato, também informando nome completo, banco e funcional no momento da aposentadoria.

Baixe o regulamento completo da Mostra Dramática de Poesia Maria da Glória Abdo no final da matéria.

Maria da Glória Abdo

A mostra poética do Sindicato foi batizada em homenagem à Maria da Glória Abdo, a Glorinha, combativa e valorosa dirigente sindical e militante das causas sociais, uma mulher sempre a frente do seu tempo, que faleceu em 6 de setembro de 2020. 

Muito querida por bancários e bancárias e admirada por todos do movimento sindical e social, Glorinha foi bancária da antiga Nossa Caixa, incorporada pelo BB. Ainda na década de 1970, liderou a luta das funcionárias pelo direito a creche, que futuramente inspirou o auxilio creche/babá, conquistado e adicionado à CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) em 1981.

Glorinha também foi presidente da Abaesp (Associação dos Bancários Aposentados de São Paulo) e durante sua gestão (2013 - 2017), foi grande batalhadora pelos direitos da classe trabalhadora, em particular dos aposentados, defendeu a regulamentação da profissão de cuidador de idosos e debateu sobre políticas para pessoas idosas na cidade de São Paulo, na gestão Haddad.

Nascida no Mato Grosso do Sul, Glorinha mudou-se para São Paulo. E aqui foi reconhecida pela luta por igualdade e engajamento nos movimentos sociais com o título de Cidadã Paulistana.

“É com muito orgulho e saudade que o Sindicato homenageia a Glorinha dando seu nome a nossa mostra poética, mais uma iniciativa dos bancários para promover a cultura e a arte, que tanto tem nos ajudado a enfrentar o fascismo e o autoritarismo neste momento tão difícil do nosso país. Glorinha sempre nos deu força para continuarmos firmes na luta e resistência, alimentando a esperança para a construção de um país melhor - e com mais poesia e cultura - para todos e todas. Muito a frente do seu tempo, nunca se absteve da luta, liderando pelo exemplo e inspirando pelo carinho.  Glorinha, sempre presente. Vamos fazer uma belíssima mostra poética em homenagem a essa grande lutadora bancária. Participe.”

Marcelo Gonçalves, secretário cultural do Sindicato e bancário do Santander
 
Arquivos anexos