Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Negligência

Itaú não cumpre corretamente protocolos de higienização contra o coronavírus

Imagem Destaque
Arte em desenho mostra concepções de vírus sob borrifada de produto de limpeza. Sobr, a embalagem do produto, um X indicando que é contraindicado

O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região está recebendo denúncias referentes a falhas e desrespeitos ao protocolo de higienização contra o coronavírus em algumas agências do Itaú.

>Sindicato cobra do Itaú medidas severas contra Covid-19 e Influenza H3N2
>Covid-19 e Influenza: Sindicato se reunirá na terça 18 com a Fenaban para tratar do avanço da pandemia
>Em pesquisa do Sindicato, 88% dos bancários apontam casos nos locais de trabalho

Segundo as denúncias, alguns superintendentes estão adotando o uso de produto não recomendado na higienização das agências, principalmente o Lysoform, que não tem eficácia comprovada na eliminação completa da nova variante ômicron.

Além disto, a higienização de unidades com casos suspeitos e confirmados está sendo feita durante o expediente da agência, deixando funcionários e clientes vulneráveis à infecção.

>Suspeita de Covid ou Influenza no local de trabalho? Informe ao Sindicato

O Sindicato levou a situação ao conhecimento do banco, que se comprometeu a fazer o levantamento sobre o uso do produto. Informou também que está cumprindo as normas da portaria 20 do Ministério da Saúde – que estabelece as medidas a serem observadas pelas empresas visando a prevenção de riscos de transmissão da Covid-19 nos ambientes de trabalho –, e que está treinando o pessoal da limpeza a fazer a higienização correta das agências.

>Influenza e Covid-19: não é hora de relaxar nos cuidados! Vamos juntos vencer a pandemia!

“Mas o que estamos percebendo é que a situação não é bem esta. Conversando com uma funcionária da limpeza de uma agência, ela nos disse que não houve treinamento, e que a orientação é utilizar o Lysoform na limpeza da agência”, relata Sérgio Francisco, dirigente sindical e bancário do Itaú.

“Inacreditável que o Itaú orienta a utilização de um produto sem eficácia comprovada, que está sendo aplicado pelas funcionárias da limpeza sem a devida proteção, e que a higienização está sendo feita durante o expediente da agência, na presença de funcionários e clientes. Não podemos aceitar esta situação. O Itaú é responsável pela preservação da saúde de clientes e funcionários.”

Sérgio Francisco, dirigente sindical e bancário do Itaú

O Sindicato defende que a aplicação de produtos eficazes na eliminação do vírus deve ocorrer com a agência fechada e vazia, para que seja devidamente higienizada e ninguém corra risco de contaminação

Funcionários devem denunciar ao Sindicato o não cumprimento dos protocolos de higienização nos locais de trabalho, disponíveis IUconecta. O sigilo da denúncia é garantido (veja contatos abaixo).

Procure o Sindicato

O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? Deixe seu contato que vamos te ligar 

Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário ou whatsapp.

 Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19) 

Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.

seja socio