A Voz do Povo

Nas redes, trabalhadores dão o recado: não à reforma da Previdência!

No campo e nas cidades, população é contrária ao projeto que ataca todo o sistema de seguridade social da forma como foi concebido na Constituição de 1988

  • Redação Spbancarios, com informações da Rede Brasil Atual, da CUT e do Brasil 247
  • Publicado em 26/02/2019 16:44 / Atualizado em 26/02/2019 19:00

"Ele disse que um homem pode trabalhar até os 80 anos, então vem passar 30 dias comigo', disse o ajudante de pedreiro

Reprodução: EBC

A proposta de reforma da Previdência do governo Bolsonaro, que propõe que você trabalhe por muito mais tempo para receber um benefício muito menor, tem gerado uma enxurrada de críticas de brasileiros de todos os cantos do país. Nas redes, os trabalhadores são enfáticos ao dar o seu recado: não à reforma da Previdência!

Trabalhadores lotam a Sé em protesto contra reforma da Previdência e definem calendário de mobilizações

Em um dos vídeos (veja abaixo) que circulam nas redes – gravado após o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ,) prometer empenho pela aprovação da proposta e dizer que "todo mundo consegue trabalhar até os 80 anos", à Globo News - um ajudante de pedreiro lança um desafio ao parlamentar, "convidando" Maia a trabalhar um mês ao seu lado.

> Bolsonaro lança campanha mentirosa para conseguir apoio à reforma da Previdência
> Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
> Reforma da Previdência acaba com direito à aposentadoria
> 'Reforma' vai criar país de idosos pedindo esmola, diz economista

Pressione os parlamentares: mande mensagens para os deputados clicando aqui; e para os senadores por aqui.

Um outro trabalhador, um eletricitário, também cutuca o presidente da Câmara, questionando sem pestanejar: "imagine um cara de 65 anos subindo no poste?". 

Em outro vídeo, um trabalhador rural diz que tanto Maia quanto Bolsonaro não aguentariam um dia de trabalhos braçais no campo. Fala ainda  que está de olho na bancada do Rio Grande do Norte no Congresso e que o Brasil vai parar se a reforma passar. Assista abaixo:

O terceiro é o vídeo do técnico de enfermagem Michael Pacheco de Oliveira, 31 anos, morador de Maricá (RJ) e eleitor de Bolsonaro. Ele lê uma carta que diz ter escrito ao seu escolhido a qual classifica de "projeto satânico" a proposta de  reforma da Previdência enviada pelo governo à Câmara. Veja: 



Voltar para o topo