Central de Atendimento

ou whatsapp (11) 97593-7749
Interrompa a transmissão

Coronavírus: clientes devem usar canais digitais dos bancos

Diante da crise da pandemia do Covid-19, Sindicato orienta a população a usar o internet banking para evitar aglomerações nas agências. Sindicato também solicitou à Fenaban que reforce campanha para uso da internet

  • William De Lucca, Redação Spbancarios
  • Publicado em 18/03/2020 17:21 / Atualizado em 18/03/2020 18:39

Foto: Agência Brasil

Com a pandemia do novo coronavírus, muitos trabalhadores estão afastados de suas empresas ou trabalhando em home office, o que faz com que sobre tempo para atividades do dia a dia, como pagar contas ou fazer outras transações bancárias. Mas isso não deve ser feito nas agências bancárias, e sim por meio dos canais digitais dos bancos. A quarentena é necessária justamente para evitar o contato com as pessoas, e assim interromper a transmissão do Covid-19. Ir às agências físicas dos bancos acaba por colocar em risco a saúde do próprio cliente, de outros clientes e dos trabalhadores bancários. Por isso só deve ser adotada em casos de extrema necessidade.

> Confira informações em tempo real sobre a pandemia de coronavírus
Coronavírus: Sindicato cobra, e comitê de crise com bancos é criado

A secretária de Comunicação do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Marta Soares, reforça o pedido dos bancários, que têm presenciado um aumento da  movimentação nas agências, mesmo com as recomendações dos órgãos de saúde para que as pessoas fiquem isoladas em casa. Ela lembra que a principal função do isolamento social é evitar que as pessoas circulem pela cidade e sejam contaminadas.

"Quem está em isolamento deve ficar em casa até que a quarentena termine e só sair em casos de extrema necessidade, como compras essenciais, por motivos de saúde ou para cuidar de pessoas doentes. Quanto menor a circulação, mais evitamos que o coronavírus se alastre", orienta a dirigente.

Pelas redes sociais, alguns funcionários de agências bancárias também orientaram os clientes a usar outros meios de pagamento ou aguardar a quarentena acabar. "As pessoas vão aproveitar a quarentena para ir ao banco e nós vamos nos contaminar, contaminar família, amigos, pessoas no transporte, é extremamente arriscado e é melhor não arriscar", disse um bancário.

Coronavírus: eventos esportivos e culturais do Sindicato suspensos
> Coronavírus: teatro com desconto terá de ficar para outra hora
> Sindicato e 28A adiam cursos presenciais

Outra trabalhadora reforçou a importância de manter o isolamento social para evitar a escalada de contaminação pelo vírus. "Quarentena é coisa séria, não é para aproveitar e resolver suas demandas nas agências. Recebemos relatos inclusive de aumento de clientes levando filhos para as agências, que estão sem aulas. É um risco para toda a sociedade", orienta a bancária.

Comitê bipartite de crise

Em negociação com a Fenaban (federação dos bancos), na segunda-feira 16, o Sindicato fez uma série de reivindicações para resguardar a saúde dos bancários. Uma delas é que os bancos façam campanhas para incentivar o uso dos canais digitais. A Fenaban também está orientando os bancos para que atendam outras reivindicações da categoria, e muitos bancos já estão fazendo isso, como o home office para gestantes e pessoas do grupo de risco (acima de 60 anos, diabéticos, hipertensos, pessoas com doenças respiratórias, cardíacos, com câncer, e outro problema que fragilize o sistema imunológico).

 

 

Outro desdobramento da reunião de segunda 16, foi a criação de um Comitê Bipartite de Crise, formado pelo Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban, com o objetivo de discutir medidas a serem implementadas durante a crise do coronavírus. 

Veja medidas adotadas pelos bancos: 

Após cobrança, BB divulga novas orientações
Após reunião, Bradesco anuncia medidas contra coronavírus
Coronavírus: Santander adianta 13º
Santander: home office a gestantes e trabalhadores em grupos de risco
Safra adota medidas após reunião com o Sindicato



Voltar para o topo