Central de Atendimento

ou whatsapp (11) 97593-7749
16 dias de ativismo

Mulheres negras engrossam as tristes estatísticas de mortes no Brasil

25 de novembro é o Dia de Combate à Violência Contra a Mulher e marca início da Campanha da ONU: 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 20/11/2020 19:20 / Atualizado em 20/11/2020 19:35

Dia 25 de novembro é o Dia Internacional de Combate à Violência Contra a Mulher. É também o início da Campanha da ONU: 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres.

No Brasil, o começo da campanha coincide com o Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, pelo fato de as mulheres negras serem as mais prejudicas, mais violentas e mortas.

Com o isolamento social para conter o contágio do coronavírus, aumentaram os casos de violência doméstica. No primeiro semestre de 2020, as mortes em decorrência da violência contra mulher cresceram 2% se comparadas ao mesmo período de 2019. Os dados são do Anuário de Segurança Pública, feito pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Basta, não Irão nos Calar!

Mesmo com a pandemia de coronavírus, o Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região mantém o serviço de atendimento jurídico especializado a mulheres vítimas de violência doméstica e de gênero por meio do projeto Basta! Não Irão nos Calar - atualmente ele também atende às vítimas de injuria racial.

Sindicato fará atendimento jurídico a vítimas de racismo

Por conta da pandemia, o agendamento está sendo realizado via Central de Atendimento, por chat ou pelo telefone 4949-5998, e agora também poderá ser feito via Whatsapp por meio do número (11) 97325-7975 (Clique aqui para falar diretamente via WhatsApp).

 

 

 



Voltar para o topo