Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Pandemia

Covid-19: após luta do Sindicato, Caixa reforça medidas de proteção

Linha fina
Entre as ações estão a instalação de painéis de acrílico nas agências, compra de máscaras, contratação de vigilantes externos e recepcionistas, além de empregados diretos da Caixa, e a redução das metas; Sindicato seguirá fiscalizando e cobrando mais medidas de proteção aos trabalhadores
Imagem Destaque
Foto: Agência Brasil

Após muita luta dos empregados, organizados no Sindicato e nas demais entidades representativas, a direção da Caixa anunciou reforço nas medidas de proteção contra a Covid-19. O Sindicato continuará fiscalizando e cobrando mais ações que visem a proteção dos empregados, que ainda são insuficientes.  

Caixa: empregados cobram gestão mais humana e comprometida

Agências

Uma das medidas anunciadas é a instalação de protetores acrílicos nas agências, uma recorrente reivindicação do movimento sindical. Também serão contratados seguranças externos e recepcionistas para o período de pagamento do auxílio-emergencial. De acordo com a direção do banco, a limpeza das unidades será priorizada, o pronto pagamento deve ser utilizado para comprar máscaras, e está sendo avaliado o suprimento de álcool em gel das agências para que não falte e para que sejam recolhidos os produtos vencidos. 

Em reunião, empregados cobram da Caixa melhores condições de trabalho

“A recomendação é que sejam adquiridas máscaras N-95, ou equivalentes como a FFP2, classificação da União Europeia, ou KN95, classificação chinesa. Estamos no pior momento da pandemia, com uma cepa mais transmissível e que atinge de forma mais grave também os mais jovens, e o sistema de saúde beirando o colapso. É preciso investir na melhor proteção para os empregados”, enfatiza o diretor executivo do Sindicato e empregado da Caixa Dionísio Reis. 

Contratações 

A Caixa também está contratando empregados diretos, uma antiga e permanente reivindicação do Sindicato e das demais entidades representativas. 

“Os empregados estão sobrecarregados e exaustos, física e psicologicamente. Portanto, a contratação agora é fundamental para atenuar essa situação. Principalmente no estado de São Paulo, que possui a maior concorrência com os bancos privados e a maior demanda por atendimento, tendo em vista a sua densidade populacional”, avalia Dionísio. 

Metas 

A direção da Caixa também informou que as metas foram reduzidas e as métricas alteradas em função das cobranças do movimento sindical, dos empregados e da demanda relacionada com o pagamento do auxílio-emergencial. 

“A redução das metas, além de buscar fazer justiça aos empregados, sobrecarregados e que lidam com um ambiente desfavorável para negócios, também é uma medida correta do ponto de vista sanitário, da proteção dos trabalhadores e clientes”, afirma o diretor do Sindicato. 

Caixa: manter metas na pandemia é desumano!

Por outro lado, a Caixa alega que não é possível que as unidades atendam presencialmente apenas serviços essenciais, uma vez que, em muitos casos, não dispõe do atendimento em canais alternativos. 

Vacinação 

Sobre a prioridade para bancários na vacinação, a direção da Caixa disse ser favorável à medida, e que a Fenaban (federação dos bancos) deve apoiar a reivindicação do movimento sindical. 

Sindicato solicita vacinação já para a categoria bancária

Já em relação a um programa de testagem em massa dos empregados, a direção da Caixa disse que vai levar o tema aos médicos do trabalho, que farão uma avaliação dos benefícios e viabilidade.

“Enfim, a direção da Caixa parece ter se sensibilizado com as nossas cobranças, com a pressão dos empregados, e está se movimentando no sentido de ampliar as medidas de prevenção e proteção aos trabalhadores. É preciso avançar mais; contratar mais; suspender totalmente as metas; atender apenas serviços essenciais, ainda mais com a retomada do pagamento do auxílio-emergencial; ter mais rigidez nos protocolos; e garantir o mais rapidamente possível a vacinação”, afirma Dionísio. 

“O Sindicato seguirá fiscalizando e cobrando da Caixa mais medidas que visem preservar a vida dos empregados e reduzir a circulação do vírus. Neste ano já morreram mais empregados da Caixa por conta da Covid-19 do que durante todo o ano passado. O momento exige responsabilidade e ação efetiva para priorizar a vida”, conclui o dirigente. 

Plenária e lockdown nacional 

Bancários e bancárias de todo o estado de São Paulo realizarão plenária virtual nesta segunda-feira 22, a partir das 19h, para discutir a participação da categoria na mobilização nacional do dia 24, convocada pela CUT e demais centrais sindicais, cujo tema é “Lockdown dos trabalhadores em defesa da vida”. A plenária, organizada também pela Fetec-SP, será realizada pelo Youtube e Facebook do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, e também por meio de link a ser divulgado no dia.

Bancários de São Paulo farão plenária estadual na segunda 22

A mobilização nacional do dia 24, que reunirá trabalhadores de diversas categorias e movimentos sociais, será por vacina já, por auxílio-emergencial decente, por crédito a juros baixos para pequenos e médios empresários, contra as privatizações e pela necessidade de lockdown diante do aumento de contaminações e mortes por covid e do colapso dos sistemas de saúde privados e público.

Além de debater as atividades que ocorrerão no dia 24, entre elas tuitaço, os bancários discutirão, na plenária estadual, reivindicações importantes para a categoria durante a pandemia: a inclusão da categoria como prioridade no Plano Nacional de Imunização contra a covid-19; a redução das metas; a suspensão das demissões; e a suspensão das visitas externas durante a pandemia.

Procure o Sindicato

O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

> Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? CLIQUE AQUI e deixe seu contato que vamos te ligar 

> Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário

Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19) 

> Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

> Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.