A preço de banana

Com apenas um interessado, governo mantém o leilão da Lotex para esta terça 28

Prazo para entrega de propostas foi ampliado até a véspera do certame; lance mínimo do pregão é de R$ 156,6 milhões, valor que poderia ser arrematado pelo ganhador do concurso 2150 da Mega-Sena, que levou pra casa R$ 290 milhões

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 24/05/2019 14:43 / Atualizado em 18/06/2019 17:46

Arte: Fenae

O leilão da Lotex está mantido para esta terça-feira 28, mesmo com apenas um interessado apresentando proposta. O pregão acontece às 10h, no prédio da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). O prazo para a entrega das ofertas encerraria-se às 15h da quinta-feira 23, porém foi ampliado pela Comissão de Autorga para às 17h30 desta segunda-feira 27, véspera do certame. 

> Sindicalize-se e fortaleça a luta em defesa dos direitos dos bancários

O lance mínimo do pregão é de R$ 156,6 milhões, e a previsão contratual que consta no edital é de um retorno de R$ 14 bilhões em 15 anos, de acordo com a estimativa mínima. "O acertador do concurso 2150, que ganhou R$ 290 milhões, com um pouco mais da metade do prêmio pode investir na Lotex e virar bilionário no médio prazo. Esse leilão é mais um escândalo promovido pelo governo federal", enfatiza Dionísio Reis, diretor do Sindicato e coordenador da Comissão Executiva de Empregados da Caixa.

O dirigente lembra que, no ano passado, as loterias operadas exclusivamente pela Caixa arrecadaram R$ 13,9 bilhões, dos quais R$ 5,2 bilhões (37,4% do total) foram transferidos para programas sociais do governo federal nas áreas de seguridade social, esporte, cultura, segurança pública, educação e saúde.  

“O governo quer entregar a todo custo a Lotex e tem pressa para isso. Foi esse desespero que o levou a não adiar novamente o leilão, que já havia sido adiado por seis vezes. Como apareceu ao menos um interessado, mantiveram a data e só ampliaram o prazo para apresentação de propostas. A entrega da Lotex já é extremamente prejudicial ao país e esse desespero do governo para entregá-la pode levar ao arremate pelo preço mínimo”, critica Dionísio Reis. 

> Mobilize-se em defesa da Caixa! Plenárias de empregados serão dia 28

“Esses investimentos estão ameaçados por um governo privatista que, começando pela Lotex, cujo edital já prevê corte nos repasses de verbas para programas sociais, pretende entregar a operação das loterias de mão beijada para multinacionais. Mais grave que o leilão da Lotex é o fato do governo federal estar preparando a privatização da operação das loterias”, alerta o dirigente.

O Sindicato intensificará ainda mais as suas ações contra a tentativa do governo em privatizar o patrimônio do povo brasileiro. 

“Além de barrar o fim da aposentadoria pública e da seguridade social, temos de impedir o fatiamento da Caixa e a venda dos bancos públicos, que ameaça empregos, direitos e, sobretudo, o desenvolvimento do país”, conclui o diretor do Sindicato.



Voltar para o topo