Pular para o conteúdo principal
Chapéu
A luta continua

Protesto contra demissões chega em Alphaville

Linha fina
Sindicato tem percorrido vários locais de trabalho para protestar contra as dispensas durante a pandemia. Essa é a sexta manifestação seguida para denunciar o Bradesco
Imagem Destaque
Imagem: SEEB-SP

Os bancários voltaram a protestar contra as demissões que vêm ocorrendo no Bradesco. O ato desta terça-feira 13, foi em uma agência na Alameda Rio Negro, considerada o coração do banco e local estratégico por também abrigar parte da diretoria, em Alphaville.

Esse é o sexto protesto seguido dos trabalhadores contra as demissões de pais e mães de família em plena crise econômica e sanitária.

Sindicato retoma homologações presenciais do Bradesco

Segundo o Valdir Fernandes Tafarel, dirigente sindical, os clientes ficaram surpresos com a falta de bancários para os atendimentos e pelas demissões que o banco vem promovendo.

 "Muitos vieram até nós e comentaram estar surpresos pelo fato do Bradesco ter tido alto lucro e passado o Itaú Unibanco, promover demissões em plena pandemia", comenta.

Ainda segundo ele, a notícia de que o banco continuará com as dispensas também têm deixado os bancários inseguros. "Realmente o banco conseguiu criar um clima de terror. Os bancários estão preocupados e não sabem como serão o dia de amanhã. O Sindicato continuará protestando e pressionando para que o banco pare com as demissões", relata.

Assista!

Bancários protestam contra demissões na zona sul de São Paulo
Bancários iniciam protestos contra demissões no Bradesco
Contra as demissões, bancários protestam na zona norte de São Paulo
Contra demissão, bancários reagem na região Paulista
Sindicato volta a denunciar demissões no Bradesco

Chegou nas redes

Também durante o ato em Alphaville, os bancários promoveram um tuitaço para denunciar as demissões e rebater a propaganda atual em que eles falam que pensam no futuro de seus clientes. Usando a hashtag #BradescoPensenoFuturo, o assunto chegou a ficar entre os 20 temas mais comentados de todo o Brasil no Twitter com mais de 6 mil menções na rede.

A Luta continua

Em reunião entre a COE (Comissão de Organização dos Empregados do Bradesco) e a direção do Bradesco, realizada na quinta 8, o banco afirmou que vai continuar o processo de demissões na empresa, mesmo em meio à uma pandemia, contrariando a reivindicação dos representantes dos trabalhadores e o compromisso assumido publicamente de que não haveria dispensas enquanto houvesse a pandemia.

Em meio à crise econômica, o Bradesco faturou R$ 7,626 bilhões, no primeiro semestre de 2020, com crescimento de 3,2% na comparação com o trimestre anterior.