Pular para o conteúdo principal

Do luto à luta: Sindicato presta homenagem à empregada da Caixa morta por Covid-19

Imagem Destaque

O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região realizou, nesta terça-feira 15, novo protesto em homenagem a mais uma empregada da Caixa morta em decorrência da Covid-19.

> Caixa: Sindicato faz atos em homenagem às vítimas da Covid-19 e do adoecimento laboral

Marjorie Mariane Mitsunaga Paredes, de apenas 30 anos, faleceu no dia 6 de maio. Ela trabalhava na agência Avenida Brasil, na capital paulista.

Os dirigentes sindicais, junto com os bancários, realizaram simbolicamente o retardo da abertura da unidade bancária por 80 minutos, em protesto pela morte de Marjorie e dos mais de 80 colegas vitimados pelo coronavírus na Caixa somente em 2021.

Dirigentes conversam com bancários de agência que perdeu trabalhadora para a Covid-19

Em 2021, já são mais de três vezes mais mortes de empregados do que em 2020, quando morreram 18 trabalhadores em decorrência da Covid-19. De acordo com levantamento preliminar do Sindicato, no caso de outros cerca de oito óbitos, não relacionados com a Covid-19, existem fortes indícios de relação com riscos psicossociais do trabalho bancário na Caixa, decorrentes da cobranças abusivas de metas e do assédio moral na empresa.

Estes números referem-se apenas aos bancários da Caixa. “Os terceirizados estão invizibilizados não só desta contagem, mas também dos protocolos de proteção contra a Covid-19, o que reforça a discriminação da direção do banco a estes colegas”, afirma o diretor executivo do Sindicato e empregado da Caixa Dionísio Reis.

Enquanto os empregados da Caixa lidam com a sobrecarga de trabalho e o risco constante de contaminação e morte em decorrência da coronavírus, o presidente do banco, Pedro Guimarães, executa uma agenda que se assemelha a de um político em campanha eleitoral.

O presidente da Caixa também é figura frequente nas lives de Jair Bolsonaro. Até maio deste ano, já acumulava 22 aparições. Porém, em nenhum momento expressou sua preocupação com a mortes dos empregados tampouco cobrou prioridade na vacinação para os bancários que lidera.

Diante do descaso da direção da Caixa e do poderoso lobby dos bancos em cobrar vacinação para os bancários, o Sindicato vem realizando uma série de ações e reivindicando, há meses, das autoridades, a inclusão da categoria bancária nos planos nacional, estadual e municipal de imunização contra o coronavírus.

Na manhã da sexta-feira 11, a presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo e Região, Ivone Silva, e a presidenta da Contraf-CUT, Juvandia Moreira, coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários, entregaram ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ofício solicitando que os bancários sejam incluídos como grupo prioritário na vacinação contra a Covid-19.

> Participe de abaixo-assinado pela inclusão da categoria bancária como grupo prioritário na vacinação contra a Covid-19
> Covid-19: vereadora apresenta propostas que autorizam prioridade de bancários na vacinação

“É urgente que a categoria bancária seja incluída como grupo prioritário de vacinação, já que o serviço bancário foi considerado essencial pelo governo federal. Também é imperativo que a cobrança por metas seja suspensa durante a pandemia, uma vez que os trabalhadores já estão sobrecarregados com o pagamento de programas sociais como, por exemplo, o auxílio emergencial. Enquanto estas reivindicações não forem atendidas, nós continuaremos com os protestos, denúncias e homenagens às vítimas da Covid-19 na Caixa, e cobrança pelo fim do adoecimento causados pela sobrecarga de trabalho, cobrança abusiva por metas e assédio moral. O luto se transformou em luta.”

Dionísio Reis, diretor executivo do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e empregado da Caixa

Procure o Sindicato

O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

> Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? CLIQUE AQUI e deixe seu contato que vamos te ligar 

Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário > Em tempo real - Entre nessa página especial do nosso site para saber todas as notícias sobre o coronavírus (Covid-19) 

> Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

> Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.