Central de Atendimento

ou whatsapp (11) 97593-7749
Ferramentas da Diversidade

Filmes para pensar a diversidade: pessoas com deficiência

O Sindicato selecionou uma lista de filmes que debatem a questão das pessoas com deficiência no Brasil e no mundo; Assista, reflita, responda o 3º Censo da Diversidade e torne-se um Agente da Diversidade

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 02/10/2019 10:38 / Atualizado em 02/10/2019 10:43

Montagem: Linton Publio

O cinema é uma arte que sempre provocou importantes debates e refletiu grandes transformações da sociedade. O Sindicato selecionou uma série de filmes que nos ajuda a pensar a diversidade. Nesta matéria abordamos a questão das pessoas com deficiência (PCD).  

Convidamos você a assistir e tornar-se um Agente da Diversidade, que nada mais é que um bancário ou bancária que lute por um ambiente de trabalho e sociedade mais justos, diversos e com mais igualdade para todos.

Glossário Tim tim por tim tim da diversidade
​> Filmes para pensar a diversidade: machismo
Filmes para pensar a diversidade: racismo
> Filmes para pensar a diversidade: sexual e de gênero

Censo da Diversidade

Bancárias e bancários já podem responder ao questionário do 3º Censo da Diversidade, que está disponível no site da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). O Censo vai traçar um perfil da categoria bancária por gênero, raça, orientação sexual e PCDs (pessoas com deficiência). Os dados servirão para analisar o grau de inclusão nos bancos e, a partir daí, propor políticas de promoção da igualdade de oportunidades no setor bancário.

Clique aqui para responder o questionário do III Censo da Diversidade e colabore para a construção de um setor mais justo, diverso e igualitário para todos.

Confira abaixo as sugestões de filmes que abordam a questão das pessoas com deficiência.

O Escafandro e a Borboleta

História de um jornalista bem-sucedido, editor da revista Elle, que, aos 43 anos, sofre um acidente vascular cerebral e desenvolve a síndrome do encarceramento, que deixa seu corpo paralisado.

De porta em porta

História de Bill Porter, que nasceu com paralisia cerebral e luta para trabalhar como vendedor.

Meu nome é Rádio

Inspirado em fatos reais, o filme conta a história do jovem Rádio. Apaixonado por futebol americano, sempre andando com um carrinho de supermercado, ele passa despercebido dentre as pessoas, até que o treinador da equipe de futebol passa integrá-lo na equipe, na escola e na vida.

Colegas

Uma divertida comédia que aborda de forma inocente e poética coisas simples da vida através do olhar de três jovens com síndrome de Down.

Uma mente brilhante

 

 

John Nash é um matemático com uma carreira acadêmica respeitável. Chamado para um trabalho em criptografia para o governo dos Estados Unidos passa a sofrer delírios e alucinações. Diagnosticado com esquizofrenia, precisará usar toda a sua racionalidade para distinguir o real do imaginário.

Castelos de Gelo

A jovem, bela e talentosa Alexis Winston se torna uma estrela da patinação artística. Quando uma queda trágica a deixa cega, ela precisa redescobrir a força para patinar e sonhar.

Soul Surfer – Coragem de Viver

Baseado na história real de uma surfista que, aos 13 anos, se tornou campeã de diversos campeonatos, mas que sofreu um ataque de um tubarão e perdeu o seu braço esquerdo.

Nise, o coração da loucura

Ao voltar a trabalhar em um hospital psiquiátrico no subúrbio do Rio de Janeiro, após sair da prisão, a doutora Nise da Silveira propõe uma nova forma de tratamento aos pacientes que sofrem da esquizofrenia, eliminando o eletrochoque e lobotomia. Seus colegas de trabalho discordam do seu meio de tratamento e a isolam, restando a ela assumir o abandonado Setor de Terapia Ocupacional, onde dá início a uma nova forma de lidar com os pacientes, por meio da arte.

A teoria de tudo

Sensível narrativa sobre o relacionamento do famoso físico Stephen Hawking, portador de esclerose lateral amiotrófica, com sua esposa Jane.

 



Voltar para o topo